Colunistas - Patrícia Fernandes

Patricia Fernandes entrevista André Bragantini Junior

18 de Agosto de 2022

Nesta terça-feira, dia 16 de agosto, o piloto e coach, André Bragantini Jr, foi o entrevistado da Live do Cartão de visita News e também participou o jornalista e coordenador de conteúdo da Vicar Alexander Grunwald.

Durante a live o piloto André conta como foi da dificuldade preconceito à superação e como sua historia hoje pode ajudar a impactar outras pessoas por meio do projeto Ultrapassando Limites.

André é portador da síndrome de Tourette e convive com essa sindrome desde os cinco anos de idade. A síndrome, que começou a se manifestar ainda na infância não impediu, no entanto, que ele se tornasse um dos melhores pilotos de competição do Brasil, com a conquista de diversos títulos nacionais.

Mas somente André, sua família e àqueles que convivem com a síndrome sabem realmente tudo o que passam e os desafios que enfrentam, e que vão além da Tourette em si. Situações constrangedoras, momentos muito ruins com as crises, sofrimento social e preconceito, foram algumas barreiras que André precisou superar.

André vê que sua condição e os desafios que enfrentou (e ainda enfrenta) o levaram a encontrar o seu propósito: o de impactar positivamente a vida de outras pessoas, para que possam encarar seus desafios e adversidades. Ele é o idealizador do Projeto Ultrapassando Limites que contempla palestras motivacionais, de inspiração, cuja intenção é mostrar às pessoas uma história de superação e motivação que vai muito além do esporte: uma verdadeira história de vida, com seus altos e baixos, na qual o sucesso ganha significado em conquistas que às vezes parecem corriqueiras.

“A ideia do projeto surgiu em 2017, quando eu participei de alguns programas e pude falar abertamente sobre minha síndrome. Ali, eu soube que tinha um propósito e que poderia impactar positivamente as pessoas com a minha história. Desde então temos trabalhado muito para a realização desse projeto”, revela.

Deixar um legado e poder inspirar outras pessoas tem sido a motivação de André. “Neste momento não tem nada que me motive mais, do que o fato de saber que posso levar uma importante mensagem e deixar algo de bom, algum aprendizado e ou reflexão. Por isso, o objetivo do projeto Ultrapassando Limites é alcançar o maior número de pessoas, para que tanto o livro como as palestras possam servir de inspiração, ajudando-as a ter mais condições e força emocional e psicológica para superar suas adversidades”, relata André.

Depois de vivenciar momentos muito intensos, cirurgias e tempos difíceis por conta da síndrome, André encontrou forças para ressurgir da cama de um hospital. Seus aprendizados e toda essa experiência serão contados em sua biografia lançada em julho deste ano.

O livro que conta a história de vida de André Bragantini Jr. escrito pelo jornalista Alexander Grünwald e intitulado Ultrapassando Limites, mesmo nome do projeto de palestras motivacionais ministradas por André Bragantini Jr.

Para a criação da capa, um processo cuidadoso e dedicado foi feito pela editora Oficina 259, sob a responsabilidade do jornalista Reginaldo Leme. Primeiro um ensaio fotográfico no templo do automobilismo brasileiro, o Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, captado pelas lentes do renomado profissional Miguel Costa Jr. Depois, as imagens foram cuidadosamente tratadas e editadas. Assim, André teve a ‘árdua’ missão de escolher as fotos que mais gostou. Com isso, a equipe da editora, sob o olhar apurado do diretor de arte Eddie Paoli e coordenada por Daniela Leme, começou o processo e criou quatro versões da capa. Todos os elementos, as cores, as fontes das letras foram pensadas para transmitir a mensagem desejada.

“Com as fotos favoritas do André em mãos, veio a etapa principal da criação. Aproveitamos os tons dourados da luz natural da foto refletida nas tendas do Paddock de Interlagos, os mesmos tons do capacete do Bragantini, para trazer a mensagem da superação, da vitória do André na vida, uma alusão ao ouro das medalhas e troféus. Manter um certo minimalismo também foi nossa opção, sem muito grafismo e alterações na imagem original do Miguel, pois cada detalhe da foto é importante. A fonte escolhida nos passa a sensação de velocidade, que sempre acompanhou a vida do André nas pistas. Finalizamos quatro opções, com alguns elementos diferentes, como a própria fonte e cor, para que ele pudesse eleger a finalista”, observa Eddie Paoli.

Já com as quatro opções em mãos, André fez questão de contar com o apoio e opinião de seus pais, suas irmãs, sua esposa e também dos enteados para decidirem juntos sobre qual seria a capa escolhida.

“Estou muito feliz em compartilhar com vocês a capa da minha biografia. Fazer o ensaio com o Miguel, que é o mago da fotografia, foi muito bacana e especial. Depois, com as fotos prontas, a editora Oficina 259 preparou quatro lindas opções com as fotos que eu tinha selecionado. E como não poderia ser diferente, dividi a missão da escolha com minha família, as pessoas mais especiais para mim, afinal essa não é só a minha história, é a deles também. Todos opinaram e juntos decidimos por essa capa linda. Um pedido meu, foi incluir o símbolo do infinito, representando o conceito de eternidade”, salienta orgulhoso o piloto, coach e palestrante.

O livro conta como ele superou os preconceitos, medos e até os problemas de autoestima que desenvolveu tudo causado por conta da Tourette. São muitas histórias de superação, de aprendizado que estarão nas páginas de sua biografia, onde ele conta sua história, tudo o que passou em sua trajetória, a convivência com a síndrome, suas conquistas e desafios nas pistas e fora delas e o levaram a criar este projeto promissor que tem o objetivo de ajudar e inspirar pessoas que passam por qualquer condição clínica ou física.

Sobre André Bragatini Jr: Detentor de diversos títulos no automobilismo nacional, como Campeão Fiat – Uno Novatos (1996), Bicampeão da Copa Fiat – Palio B (1997), Campeão Copa Palio (1999), Campeão da Copa Corsa Metrocar (2000), Campeão DTM Pickup (2001), Vice-campeão Copa Clio Brasil (2002), Vice-campeão Stock Car Light (2007), Vice-campeão Troféo Línea (2010), Vice-campeão Copa Fiat (2012), 5º lugar Copa HB20, Vice-campeão da Mercedes-Benz Challenge (2021).

Aos 43 anos, André Bragantini Jr. atua como coach do piloto Elias Azevedo na Mercedes-Benz Challenge. E também é chefe de equipe da categoria GT Sprint Race e é o piloto responsável pela equalização dos carros da categoria. Em parceria com a Sprint, André ministra o curso GT Graduation Academy, um curso de pilotagem, no qual utiliza os carros da categoria para habilitar novos pilotos para competição.

Recentemente, foi convidado para participar da categoria TCR South America, em Interlagos (SP), ao lado de Alceu Feldmann. Categoria que pretende ingressar no ano que vem. Em 2022, André não está competindo em nenhuma categoria de forma regular, pois está se dedicando ao projeto Ultrapassando Limites e à publicação de sua biografia, que terá lançamento em julho. Eventualmente participa de algumas corridas e está sempre nos autódromos do Brasil.

Sobre a Síndrome de Tourette: O transtorno neuropsiquiátrico que se manifesta, normalmente na infância ou adolescência, caracterizado por tiques motores e vocais/verbais, podendo causar constrangimentos aos portadores e familiares. As manifestações vocais, que podem ser sons desarticulados ou palavras emitidas fora de contexto, são uma marca muito característica da síndrome, que ocorre devido uma desregulação do circuito mesolímbico, região do cérebro que é responsável pelos pensamentos, emoções e movimentos. A Tourette também pode ter origem genética.

Respaldo Legal: Em setembro de 2021 a Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) aprovou o projeto de lei PL 5549/2019 que institui o dia 07 de junho como o Dia Nacional da Síndrome de Tourette. Em novembro de 2021, em decisão terminativa a Ementa foi aprovada por Comissão no Senado. (fonte: Agência Senado).

Comentários
Assista ao vídeo