Quinta-Feira | 16 de Novembro de 2017 | 12h47

Salão Duas Rodas: Yamaha além de três novos lançamentos, cresce em relação a 2016

Texto: André Garcia // Foto: André Garcia - Nova Crosser Z

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Crise? 

Se a Yamaha decepcionou, segundo as redes sociais, fãs da marca e scooteristas não anunciando a chegada da tão aguardada XMax 300, por outro lado apresentou dois importantes lançamentos e foi a única no mercado a crescer em relação a 2016.

Em números o Varejo diminuiu em -7%, enquanto a Yamaha cresceu 6,8%; a Produção do mercado encolheu -8,2%, Yamaha produziu mais, crescendo em 32,1%. Tais números, traduzem o bom momento da marca em praticamente todos os segmentos de duas rodas: scooter (191,42% ante 41,83% do mercado), Small on/off (38,45%, antes -12,96% do mercado), Middle Street (cresceu 4,40% ante -12,65% do mercado), apresentando números negativos só em Small Street (-11,91% ante -16,37 do mercado) e Big (-19,96% ante -18,32%).

Já andamos na nova Fazer 250 ABS que mostrou bons atributos. Foto: Gustavo Epifânio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O maior destaque, fica, sem sombra de dúvida para a naked Fazer 250 ABS, que já avaliei click aqui,  com 4 anos de garantia, revisão com preço fixo, seguro com valor máximo de R$ 1.350,00 que pode ser menor dependendo da região brasileira, por R$ 14.990,00, como o nome remete, com o importante sistema ABS de série. É possível ainda, vê-la  EXPLODIDA, isso mesmo, em uma incrível estrutura com a moto totalmente desmontada em uma vitrine. Sendo possível ver separadamente, os principais componentes que a formam. Todas as peças são dispostas de tal modo que parecem estar prestes a se encaixarem. Mais que um mero display, esta estrutura configura mais como uma obra de arte, tamanha sua beleza e precisão.

Outra novidade fica por conta da XTZ 150 Crosser Z. Além dos conhecidos atributos da Crosser – que agora passa a se chamar Crosser S, nova versão da trail que vem conquistando cada vez mais o consumidor brasileiro, sendo um dos produtos responsáveis pelo crescimento da Yamaha, está mais aventureira e melhor adaptada a incursões no off-road, principalmente em terrenos ruins e com lama. Nela, o para-lama dianteiro é alto, fixado junto a mesa inferior. As cores e grafismos da XTZ 150 Crosser Z são exclusivos, remetendo ao seu caráter aventureiro.

Crosser S 2018. Foto: André Garcia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A nova YZ450F 2018 também está entre os destaques do estande da Yamaha na 15ª Edição do Salão Duas Rodas. A icônica motocicleta de motocross, conhecida pelas dezenas de vitórias e títulos mundo a fora chega para incrementar a linha off-road da Yamaha. Nesta nova geração, as novidades são muitas, a começar pelo novo motor, agora mais potente, leve e com partida elétrica. Nele o sistema de arrefecimento também é novo, garantindo ainda mais eficiência – fundamental na prática do motocross. O que impressiona nesse modelo é a possibilidade de ajustes no gerenciamento do motor  que permite alterar a forma como a potência e torque são entregues – através de um aplicativo para smartphones via wi-fi, o Yamaha Power Tuner.

É possível aos visitantes da feira, pilotar as máquinas como a MT-03 e R3, MT-07, MT-09, MT-09 Tracer e a Big Trail XTZ 1200 SuperTénéré, no espaço Duas Rodas Experience, localizado na área externa do pavilhão.

Área de testride. Antes é necessário fazer o teste do bafômetro. Foto: André Garcia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para os fãs dos scooters, a área de Mobilidade Urbana oferecerá a oportunidade de testar, tanto o Neo 125 quando o NMax 160 ABS. NMax que considero o lançamento da década por ter sido o primeiro veículo abaixo de 250cc equipado com sistema ABS de série e que hoje é o scooter mais vendido dentre os produtos com tal sistema de segurança.

MT-07 de Rafael Paschoalin que me deixou dar uma volta

 

As atrações no estande dos diapasões não para por aí, é possível ver o equipamento completo de Valetino Rossi e Troféus do MotoGP, dois troféus conquistados pelos pilotos da equipe de MotoGP da Yamaha, Marverick Viñales e Valentino Rossi e ainda, perder o fôlego  pilotando virtualmente uma Yamaha R1 em uma  pista de corrida. Sofrendo a sensação de realismo graças ao novo sistema “Force Feedback”, que faz com que o piloto utilize o peso de seu corpo para simular a pilotagem da motocicleta, além do som.

MT-07 do piloto Rafael Paschoalin que correu a prova de Pikes Pike. Agora com rodas amarelas. Foto: André Garcia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por fim, é possível fazer fotos dividindo nas redes sociais, ganhar brindes em gincana, ver motos de competição de perto, como a MT-07 do piloto Rafael Paschoalin que subiu Pikes Pike , a R3 de Ton Kawakami, campeão da Yamalube R3 Cup de 2017 ou  a WR450F utilizada por Ricardo Martins no Rally dos Sertões, e a TT-R 230 que venceu o Enduro da Independência 2017, conquistado por Fábio Coelho Amaral e YZ250F com que Fábio Santos se sagrou Campeão Brasileiro na Categoria MX2 em 2016.

Espaço Mobilidade. Área interna onde é possível testar os scooter´s Neo e NMax ABS. Foto: André Garcia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E não faltará boa música, com Eloy Casagrande (Banda Sepultura) e DJ Wallbreakers, já que, para quem não sabe, a história da Yamaha começou na construção de equipamentos musicais que se perpetua até hoje.

comentar

últimos comentarios
Com 74 anos de idade, comprei uma Nmax, e me tornei o idoso mais feliz da minha cidade.

Por: Enio Ulisses Costa

De: São José dos Pinhais Pr. Data e hora: 17/12/2017 - 10:55:44

O utlimo salão não foi 2015 Andre?

Por: Paulo Nogueira

De: Salvador Data e hora: 16/11/2017 - 14:50:18