Informes - CNB

Diário dos Concursos de Beleza CNB; confira entrevista exclusiva com Jéssica Carvalho

10 de Junho de 2019

Por Tamara Almeida e Henrique Fontes

Na edição de hoje do Diário dos Concursos de Beleza CNB, trazemos uma entrevista exclusiva com a Miss Brasil Mundo 2018, Jéssica Carvalho, na qual ela abre o coração fala sobre a sua participação na última edição do Miss Mundo, além de dar dicas para quem concorre ao título nacional. Confira!

Foi na edição histórica em que o Brasil comemorou 60 anos de participação no Miss Mundo, em agosto de 2018, com a presença de 20 ganhadoras do título e o anúncio final feito por Lúcia Petterle, nossa única Miss Mundo (eleita em 1971), que a piauiense Jéssica Carvalho foi eleita Miss Brasil Mundo 2018. Em seis décadas, nenhuma piauiense havia chegado ao “Top 5” da disputa do título de Miss Brasil Mundo. A bela estudante de medicina de Parnaíba, Piauí, foi além, vencendo e representando o país no Miss World 2018, na China. A jovem de 22 anos de idade e personalidade forte, conta como foi concorrer a um dos dois principais títulos de beleza do planeta.

Miss Brasil Mundo em ensaio recente com o fotógrafo Alfonso Leite
 

Tamara: Até 2017, o Piauí jamais havia chegado ao Top 5 do Miss Brasil Mundo. Você não só foi finalista, como também venceu. Qual foi a sua estratégia para conquistar o título nacional?

Jéssica: A estratégia é a mesma para obter sucesso em qualquer âmbito da vida: uma preparação intensa e adequada. Você não tira uma nota boa em uma prova, se não estuda e se prepara bem para ela. O mesmo vale para concursos de beleza. O Concurso Nacional de Beleza é uma disputa complexa, não basta ter medidas perfeitas e desfilar bem. Tem que ter um bom projeto social, trabalhar a oratória e falar com propriedade sobre os mais variados tópicos. Eu foquei nos meus pontos fortes, busquei pontuar bem em todas as provas e arrematei o título com uma entrevista de impacto.

Tamara: Conte como foi a recepção dos piauienses quando você chegou ao seu estado como Miss Brasil Mundo 2018.

Jéssica: A recepção foi a melhor possível, houve muita felicidade por parte dos meus conterrâneos. Muitas emissoras de TV e de rádio queriam saber como foi que aconteceu tudo, desde a preparação até a vitória e a emoção por conquistar esse título. Fui recebida e homenageada pelo governador do Piauí e a minha conquista foi considerada um dos pontos altos do ano de 2018 no estado pelo principal jornal piauiense. Foi inesquecível.

Tamara: O seu projeto social "Vamos Conversar?" teve destaque no Miss Mundo, classificando-se entre os 20 mais expressivos, dentre 120 projetos apresentados. Como você acha que, através dele, faz a diferença na vida de pessoas? Ele continuará após o seu reinado?

Jéssica: O “Vamos Conversar? ” é um projeto social bem relevante por tratar um problema comum e muito grave no mundo atual: a depressão. A depressão é uma das principais doenças da atualidade e não recebe a atenção devida. Eu sei que consigo fazer a diferença, pois através dele eu desmistifico esse assunto e informo as pessoas que depressão é uma doença, que ela tem tratamento e que não há motivo para se envergonhar. O projeto continua, a vontade de fazer a diferença na vida das pessoas não deve acabar juntamente com o reinado. Como Miss Brasil Mundo, também me tornei embaixadora da luta contra a hanseníase no Brasil e participei de diversas ações ao lado de representantes do Morhan. Tudo isso é muito gratificante, saber que a beleza pode sim contribuir por um mundo melhor.

Foto: Jéssica Carvalho - Divulgação 
 

Tamara: Entre o período de treinamento com o venezuelano Alexander Gonzales e a sua participação no Miss Mundo, tudo isso na China, foram mais de 50 dias longe de casa, longe do Brasil. Qual foi o seu principal desafio nesse período de tempo e como fez para lidar com ele?

Jéssica: O principal desafio foi me adaptar ao novo lugar onde estava vivendo. A China é literalmente do outro lado do mundo e com isso, tudo muda: as tradições, os costumes, a alimentação, o modo de agir das pessoas. Foi bem complicado no início deixar o pensamento ocidental de lado e perceber que precisava abrir os olhos para um novo mundo e me adaptar rapidamente. Depois que isso aconteceu, foi um caminho de descobertas e de amadurecimento que não tem preço! Eu viveria tudo novamente sem pestanejar.

Tamara: O que você diria à sua sucessora sobre o confinamento no Miss World? Alguma dica para este período?

Jéssica: Eu tenho tanta coisa para falar! Primeiro de tudo, é que o inglês é fundamental e sinto me fez muita falta uma maior fluência e conhecimento do idioma. Você não vai conseguir mostrar para as pessoas a sua personalidade e para o que veio, se não conseguir se comunicar bem. A minha primeira dica para as candidatas deste ano é: estude inglês desde já! Estude muito!! Tenho muitas outras dicas, principalmente com relação às provas do concurso. Vou querer sentar com a vencedora de 2019 e passar toda a minha experiência. Quero muito que a minha sucessora escreva uma história de sucesso e que traga para o Brasil a coroa de Miss World!

Foto: Jéssica Carvalho durante o Miss World 2018, na China - Divulgação 

 

Tamara: O que você acha que mudou da Jéssica do Miss Brasil Mundo para a Jéssica do Miss World?

Jéssica: A Jéssica do Miss World já era uma mulher bem mais madura, com uma nova visão de mundo. Hoje eu consigo enxergar muito além, eu sei que sou capaz de alcançar meus objetos através de determinação e da resiliência. O mundo é tão vasto, tantas histórias podem ser escritas, são tantas as oportunidades. É necessário estar atenta e não deixar que passem. Basta a gente querer. Aprendi demais com esta experiência.

Vanessa Ponce de Leon, Miss World 2018 - Divulgação Miss World

Tamara: Qual a sua opinião sobre Vanessa Ponce de Leon, a mexicana eleita Miss Mundo 2018? O título foi merecido?

Jéssica: Eu acho a Vanessa Ponce uma mulher maravilhosa! Ela é muito inteligente, bonita, simpática, determinada, educada, a lista de elogios é gigantesca! O título foi mais do que merecido, sem dúvidas ela é uma mulher completa e representa muito bem o verdadeiro significado de ser uma Miss World. Ela me representa e ela representa as mulheres do mundo muito bem.

Tamara: Saindo um pouco do "mundo miss". Quem é a Jéssica quando a coroa está guardada? O que ela gosta de ouvir? Que livro ela está lendo? O que ela curte fazer nos finais de semana?

Jéssica: Essa é fácil (risos). A Jéssica sem a coroa e a faixa gosta de viajar nos finais de semana, conhecer novos lugares e pessoas. Eu sou bem eclética, gosto de ouvir todos os tipos de música e atualmente os únicos livros que estou lendo são os de medicina. A faculdade exige muito estudo e muita dedicação. Quero ser uma excelente médica.

Tamara: Convença um turista que está decidindo seu próximo destino de viagem que ele deva ir para o Piauí. O que o Piauí tem a oferecer de melhor aos seus visitantes?

Jéssica: O Piauí é um estado caloroso, com um povo hospitaleiro. Eu recomendo conhecer o litoral piauiense, Barra Grande, Coqueiro, Pedra do Sal e por aí vai. São praias paradisíacas com uma culinária de dar água na boca. Minha cidade natal, Parnaíba, conta com o segundo maior delta do mundo, o Delta do Parnaíba. É um espetáculo! E para quem não gosta de praia, pode conhecer a Serra da Capivara, o berço do homem americano.  Teresina, nossa capital, é uma cidade moderna e cheia de possibilidades. É impossível sair do Piauí sem se deliciar com a nossa culinária, o cuscuz, os frutos do mar, a nossa peixada, ou se refrescar com uma cajuína bem gelada! Conheça o Piauí, eu prometo que você irá se surpreender.

Foto: Vanessa Ponce de Leon durante sua coroação como Miss World 2018 pelas mãos de Manushi Chhillar, Miss World 2017 - Divulgação Miss World

 

Tamara: Quem acompanha as suas redes sociais, percebe rapidamente que você está apaixonada. O casamento está nos seus planos?

Jéssica: Sim, quando estamos em um relacionamento sério, amamos a pessoa com quem estamos e nos sentimos felizes por ter aquela pessoa na nossa vida, é natural termos perspectivas de um futuro juntos, casar, ter filhos e constituir uma família. Pretendemos nos casar no ano que vem, após eu me formar. Mas quem sabe se não adiantamos este plano (risos)?

Tamara: Diversas jovens de todas as regiões do Brasil estão se preparando para o Concurso Nacional de Beleza 2019. Que conselho você poderia dar a elas para que aproveitem esta jornada da melhor forma possível?

Jéssica: O segredo para ser uma miss de sucesso e, quem sabe, conseguir a coroa de Miss Brasil Mundo, e almejar a de Miss World, é ter determinação, resiliência e principalmente preparação. O concurso é constituído por muitas provas, se preparar para cada uma delas é de fundamental importância, não existe sucesso sem planejamento e organização. Um bom plano e saber usar o seu tempo e suas redes sociais de forma adequada, fará com que a candidata tenha uma experiência única, enriquecedora e inesquecível. Vencendo, ou não. Estou à disposição de todas para ajudar no que for possível.

Agradecemos a Jéssica Carvalho pela entrevista!

Comentários
Assista ao vídeo