Informes - CNB

É inaugurado hoje o Diário dos Concursos de Beleza CNB

5 de Junho de 2019

Ela é Tamara Almeida, mineira de Ipatinga eleita Miss Brasil Mundo em 2008, hoje apresentadora e jornalista, parceira do Portal Cartão de Visita News/R7. Tamara venceu o concurso nacional que em 2006 passou a ser organizado por Henrique Fontes, um apaixonado por concursos de beleza que, através do site http://www.globalbeauties.com, já visitou mais de 40 países realizado a cobertura jornalística de muitos desses eventos. Juntos, eles cobriram concursos no Brasil e em outros países, incluindo Portugal, Polônia, China e Eslováquia. Esta dupla dinâmica passará a trazer para os nossos internautas informações atualizadas, bastidores, fotos e entrevistas deste "universo paralelo" que faz parte do imaginário de milhares de pessoas: o fascinante mundo dos concursos de beleza (associados ao CNB - Concurso Nacional de Beleza).

Tamara Almeida, Miss Brasil Mundo 2008, jornalista e apresentadora

Foto: Vanessa Gori

Henrique Fontes, diretor do Concurso Nacional de Beleza CNB

 

O Brasil e o Miss Mundo

Criado em 1951 pelo empresário e profissional do entretenimento britânico Eric Morley, o Miss Mundo é o mais antigo concurso de beleza internacional ainda existente e também o que tem o maior número de países e territórios participantes: em média, 120 por ano. Ele é o mais importante concurso de beleza representado pelo CNB no Brasil. Desde 2006, o Miss Brasil Mundo é produzido pelo CNB com sucesso: entre 2006 e 2018, foram 10 classificações, 3 finalistas e 4 rainhas continentais das Américas, título que até então, o Brasil jamais havia conquistado. Em comparação, nas duas décadas anteriores a 2006 (entre 1986 e 2005), apenas duas representantes brasileiras conseguiram classificação no Miss Mundo, em 1996 e 1998.

O título de Miss Mundo, porém, não vem para o nosso país desde 1971, quando a carioca Lucia Petterle conseguiu a façanha, em concurso realizado em Londres. Naquele então estudante de medicina, Lucia se formou após o seu ano de reinado e até hoje exerce a profissão de pediatra. Foi a única Miss Mundo a ser conviada para tomar chá com a rainha mãe da Inglaterra, que ficou impressionada com a inteligência e ideias modernas na nossa representante em entrevista de rádio que aconteceu logo após a sua eleição.

Lucia Petterle, brasileira eleita Miss Mundo em 1971

 

A atual Miss Brasil Mundo é a também estudante de medicina Jéssica Carvalho, primeira piauiense a conquistar este título nacional. Jéssica criou o projeto social "Vamos Conversar?", que leva informação sobre a depressão aos mais diversos grupos de pessoas. Como Miss Brasil Mundo, ela ampliou o projeto que já tinha força no seu estado, realizando ações em outras unidades da federação.

Jéssica Carvalho conquistou para o Piauí o primeiro título de Miss Brasil Mundo em 2018 

(Foto Aliram Campos)

 

Aliás, a realização ou apoio a projetos sociais, talvez seja o grande diferencial do Miss Mundo e do Miss Brasil Mundo. Sob o lema "Beauty With a Purpose", ou "Beleza pelo Bem", misses e misters participam ativamente de projetos em todo o país, fazendo a diferença na vida de milhares de pessoas.

A Miss Brasil Mundo 2019 será eleita no dia 3 de setembro, em evento transmitido ao vivo pelo Portal Cartão de Visita News/R7, direto do Dall´Onder Grande Hotel, em Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul. A vencedora viajará para a Tailândia, onde no dia 7 de dezembro, será disputará a coroa que caberá à sexagésima-nona Miss Mundo. Será que finalmente virá o tão sonhado segundo título para o Brasil?

Outros concursos

Em 2019 o CNB passou a produzir mais dois concursos de beleza para eleger as representantes brasileiras a importantes competições internacionais. O Miss Grand Brasil 2019 aconteceu em fevereiro, em Bento Gonçalves, e teve como ganhadora a paulista Marjorie Marcelle. A bela morena viajará para a Venezuela no mês de outubro, onde disputará o título de Miss Grand International e o prêmio de US$ 40.000,00 (aproximadamente R$160.000,00). Criado em 2013, na Tailândia, o Miss Grand tornou-se rapidamente um dos principais concursos do planeta por suas produções impressionantes, ótimos prêmios e grande exposição de mídia.

Já no dia 28 de setembro, será eleita em Brasília a Miss Supranational Brasil 2019. A vencedora viajará para a Polônia e, no dia 6 de dezembro, tentará conquistar para o Brasil pela primeira vez o título de Miss Supranational. A mato-grossense Bárbara Reis, nossa representante em 2018, foi uma das grandes favoritas ao título e acabou com o prêmio de melhor das Américas, além do sexto lugar geral.

As candidatas que participam dos concursos promovidos pelo CNB representam o país em diversos outros concursos internacionais de qualidade, entre eles o Rainha Hispano-Americana, Miss Continentes Unidos, Miss Tourism Queen International, Miss Friendship, Rainha Internacional do Café, Miss Global Beauty, Rainha Internacional da Pecuária, entre outros.

A emoção da paulista Marjorie Marcelle ao ser coroada Miss Grand Brasil 2019

(Foto Leonardo Rodrigues) 

 

Os concursos masculinos

Assim como aconteceu com o futebol feminino, que ganhou a sua primeira Copa do Mundo nos anos 1990, foi em 1996 que foi realizado o primeiro concurso de Mister Mundo, na Turquia. Outros concursos internacionais apareceram e o Brasil ganhou a sua primeira edição de um concurso nacional em 1997. Em 2003, Gustavo Gianetti, mineiro de Juiz de Fora que dois anos antes havia ganho o título de Mister Brasil representando o Rio de Janeiro, foi eleito Mister Mundo na cidade de Londres.

O CNB passou a produzir o Mister Brasil CNB em 2007 e começou muito bem. Lucas Gil, o eleito, foi vice-Mister Mundo em concurso realizado na China, enquanto o vice-Mister Brasil, Alan Martini, foi eleito Mister International 2007, na Malásia. Cesar Curti, também designado pelo CNB, venceu novamente o Mister International em 2011. Em 2017, o paulista Pedro Gicca conquistou outro título internacional importante, o de Mister Global.

Em 2016 foi criado, na Polônia, o Mister Supranational, tornando-se rapidamente um dos principais do planeta, sendo transmitido na televisão de mais de uma centena de países. Nas suas três primeiras edições, os nossos representantes cehagaram ao Top 5. O atual Mister Brasil CNB, o paulista Samuel Costa, foi o terceiro colocado em 2018.

O Mister Mundo voltará a acontecer em 2019 no mês de agosto, nas Filipinas, e quem representará o Brasil será outro paulista: Carlos Franco, Mister Brasil CNB 2016.

A eleição do Mister Brasil CNB 2019 acontecerá no dia 4 de setembro, do Dall´Onder Grande Hotel, em Bento Gonçalves, também com transmissão e cobertura do Portal Cartão de Visita News R7. O vencedor irá para a Polônia disputar o título de Mister Supranational 2019.

Samuel Costa, Mister Brasil CNB 2018, ao conquistar o terceiro lugar no Mister Supranational (Foto Milton Mieloch)

 

O Brasil é referência mundial nos concursos de beleza masculinos, liderando o ranking do "Grand Slam" e o Mister Brasil CNB revelou diversos nomes de destaque na mídia e mundo da moda, como Anderson Tomazini (Mister Brasil CNB 2015), Jonas Sulzbach (Mister Brasil CNB 2010), Lucas Malvacini (Mister Brasil CNB 2011), Lucas Gil (Mister Brasil CNB 2007), César Curti (Mister International 2011), Rodrigão (Mister Paraná CNB 2010), Matheus Song (Mister Brasil CNB 2017), Carlos Franco (Mister Brasil CNB 2016), Pedro Gicca (Mister Global 2017), Lucas Montandon (Mister Brasil CNB 2014), Samuel Costa (Mister Brasil CNB 2018), Bruno Santos (Top 10 no Mister Brasil CNB 2011), entre outros.

O nosso diário será atualizado pelo menos duas vezes por semana, com tudo o que acontece de mais internassante neste fascinante mundo da beleza. Fique ligado!

Nos acompanhe também pelo Instagram:

Miss Brasil Mundo

@missbrasiloficial

Mister Brasil CNB

@misterbrasiloficial

CNB

@cnbbrasil

Tamara Almeida

@tamaraalmeidas

Henrique Fontes

@hffontes

Comentários
Assista ao vídeo