Cultura - Teatro

Flávio Faustinoni e Esperança Motta dão vida a personagens que fazem um retrato irônico da sociedade

13 de Setembro de 2018

Foi navegando pela internet que Flávio Faustinoni conheceu as crônicas do jornalista Tom Cardoso nas redes sociais. Depois de se tornarem amigos virtuais, Flávio viu o potencial que os textos tinham para ganhar os palcos. Foi assim que nasceu FORA DO TOM, comédia que estreia no próximo dia 16 de setembro, domingo, às 20 horas, no Teatro Renaissance. Marcio Macena dirige os atores Esperança Motta (que retorna à atuação depois de sete anos sem trabalhar como atriz) e Flávio Faustinoni, que também assina a adaptação dos textos de Tom. 

 

A peça traz pequenas esquetes que, além do próprio Tom, retratam alguns fatos políticos recentes e a superexposição de personagens do cotidiano. Assim, o texto se converte num retrato atrevido e irônico da sociedade contemporânea e seus absurdos feito a partir da observação do jornalista.

“Tom, já é um autor com livros publicados e tem um olhar apuradíssimo para alguns fatos, além de uma maneira de escrever muito divertida. O que eu fiz foi só juntar essas histórias para elas virarem uma peça de teatro e se interligarem. Apesar de falar sobre fatos recentes, a peça não levanta nenhuma bandeira política ou social. A ideia é contar um pouco da vida do Tom, que é um personagem incrível, por meio de suas crônicas”, explica Flávio. 

A montagem, que tem um um pouco de metateatro, traz um texto que já dá tudo que é necessário para colocar uma peça de pé, segundo Marcio Macena. “O meu papel é só não atrapalhar”, brinca Marcio que ainda afirma que “um bom teatro é feito de bons textos. O meu papel é contribuir para que a comunicação com o público aconteça de maneira efetivo. Em FORA DO TOM, a ficha técnica me ajuda a contar essa história. Conto com a luz e a trilha para dar o clima e a ambientação necessária para a cena e situar a plateia nas diversas mudanças de ambiente que acontecem ao longo do espetáculo”. 

Nos atuais tempos de descontentamento social, desconexão da população com os seus governantes e de uma irritação generalizada, Flavio afirma que é "indispensável levar ao grande público um espetáculo reflexivo e crítico como este". 

Do jornalismo às crônicas de maneira despretensiosa

Tom, que é autor de algumas biografias importantes e vencedor do Prêmio Jabuti 2012 pelo livro-reportagem O cofre do Dr Rui, começou a escrever crônicas de maneira despretensiosa nas redes sociais. Elas fizeram tanto sucesso que acabaram ganhando uma versão impressa em dois volumes: Fora do Tom - Crônicas de um jornalista de cueca 1 e 2 foram publicadas após uma campanha de financiamento coletivo. 

“Nunca imaginei que aqueles textos ganhariam essa proporção. Escrevia mais para exercitar a minha criatividade ou me divertir mesmo. Agora, sou chamado de cronista e ganhei uma outra possibilidade de trabalho além de jornalista e biógrafo”, explica. 

Documentário

Apesar da ideia de levar as crônicas para o palco terem surgido há cerca de um ano, o tempo entre o projeto virar algo mais concreto e os ensaios começarem não demorou muito mais do que um mês. Por isso, Flávio e Gabriel Pernambuco e Pedro Piva resolveram filmar todo esse processo. O material irá ser transformado em um documentário, que alimentará as redes sociais da montagem.

Sinopse

Fora do Tom é um retrato bem humorado a partir do ponto de vista de um jornalista, crítico com a sociedade, observador do cotidiano e seus absurdos. Por meio de diversos personagens, se constrói um divertido enredo que nos faz refletir sobre o rumo da sociedade moderna. Além do próprio Tom, a peça traz inúmeros personagens como amigos conversando numa academia, os filhos de Tom, a diretora da primeira escola em que ele estudou, Geni, a sua empregada doméstica que não faz café para qualquer um, e outros.  

Sobre Tom Cardoso

Nascido em 1972, no Rio de Janeiro, Tom Cardoso é jornalista com vasta passagem pela imprensa paulistana. Autor das biografias do empresário Paulo Machado de Carvalho (O Marechal da Vitória), do jornalista Tarso de Castro (75 Kg de Músculos e Fúria) e do jogador Sócrates, Tom foi um dos vencedores do Prêmio Jabuti 2012 com o livro-reportagem O Cofre do Dr. Rui, que narra o assalto ao cofre de Adhemar de Barros, em 1969, comandado pela VAR-Palmares. Atualmente, prepara um biografia não-autorizada sobre o político Sergio Cabral. As crônicas que começaram de maneira despretensiosa na internet, viraram dois livros: Fora do Tom - Crônicas de um jornalista de cueca 1 e 2. 

Sobre Marcio Macena

Marcio Macena é autor, diretor teatral e artista plástico. Também atua na área de produção cultural, e tem relevantes trabalhos como cenógrafo e figurinista. Dirigiu e escreveu os espetáculos Pedras Azuis (em cartaz) e Rita Lee Mora ao Lado e Alguém pra chamar de Seu. Em Coisas estranhas acontecem nesta casa, O beijo no asfalto e Boca de ouro, além de co-dirigir Lampião e Lancelote e Infiéis.

Sobre Flávio Faustinoni

Com mais de vinte anos de carreira, Flávio Faustinoni é um artista engajado e envolvido em diversas áreas das artes cênicas. Nos últimos anos atuou, traduziu e dirigiu diversos espetáculos na cidade de São Paulo. Foi o responsável, por exemplo, da tradução e direção do texto do argentino Carlos Furando, Segredo Entre Mulheres, que foi um sucesso de público e crítica. Dirigiu três peças do dramaturgo Franz Keppler: Nunca ninguém me disse eu te amo, Depois de tudo e Frames. Traduziu, dirigiu e atuou no espetáculo Tudo Sobre os Homens.

Sobre Esperança Motta

Esperança Pera Motta começou sua carreira como atriz ainda adolescente. Atuou em peças adultas e infantis e fez participações em seriados e programas de humor da TV Globo. Em 1998 começou a trabalhar como assistente de direção para publicidade e cinema. Nesses 20 anos, trabalhou com as maiores produtoras, como Conspiração Filmes, Mixer, Hungry Man, Margarida Filmes, Zohar, Eh Filmes, Dogs Can Fly, entre outros. Também atuou como produtora e preparadora de elenco para diversas produções da TV Globo e colaborou com os filmes Dois Filhos de Francisco, Era Uma Vez e Tropa de Elite 1. Além disso, vou assistente de direção de José Alvarenga Jr em inúmeras produções da TV Globo. Retornou aos palcos em 2009 com a peça Alguém pra Chamar de Seu, em que foi dirigida por Márcio Macena.

Para roteiro

FORA DO TOM - Estreia dia 16 de setembro, domingo, às 20 horas, no Teatro Renaissance. Autor - Tom Cardoso. Adaptação - Flávio Faustinoni. Direção - Macio Macena. Elenco - Flávio Faustinoni e Esperança Motta. Iluminação - Cesar Pivetti. Trilha Sonora - Ciça Meirelles. Fotografia  - Camilo Brunelli. Produção - Carlos Cansino.

Temporada -  Até 4 de novembro, domingos, às 20 horas. Duração - 70 minutos. Capacidade da sala - 440 pessoas. Ingressos - R$ 60,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia-entrada). Vendas online - 

Ingresos online: 

https://www.ingressorapido.com.br/

https://www.compreingressos.com/

(não tenho ainda data para o  começo das vendas online)

Forma de pagamento: Cartão de crédito ou débito, 

Preço entrada completa: R$60

Preço meia entrada: R$30

Descontos: Cliente Porto Seguro (50%)

TEATRO RENAISSANCE - Alameda Santos, 2233, Piso E1 - Jardins. Informações - 11-3069-2286. Compra de ingressos - 11-4003-1212. Horário de Bilheteria - Quinta, das 14h às 20h. Sexta, Sábado e Domingo, das 14h até o início do espetáculo. Segunda, Terça e Quarta fechado.  Formas de Pagamento:Dinheiro, débito ou cartão de crédito (Visa, Mastercard, Diners, American Express).  

Comentários
Programa Compartilha Brasil