Notícias -

Agentes penitenciários são feitos de reféns em motim em presídio de SP

8 de Agosto de 2018

Homens presos no Centro de Detenção Provisória de Taubaté, cidade a 140 km de São Paulo, iniciaram um motim na tarde desta quarta-feira (8). Segundo a SAP-SP (Secretaria de Administração Penitenciária), dois agentes penitenciários foram feitos de reféns pelos presos.

A pasta ainda disse que 12 pessoas da Pastoral Carcerária também foram feitas de reféns. No entanto, a assessoria de imprensa do grupo diz que os ativistas foram ao presídio, mas todos conseguiram sair da unidade no início do motim. 

Por meio de nota, a SAP-SP afirmou que o GIR (Grupo de Intervenção Rápida), composto por agentes de segurança penitenciária, está dentro da unidade. Afirmou ainda que a direção da unidade está conversando com os presos que possivelmente estão envolvidas no motim.

Presos mantém reféns em motim no CDP de Taubaté, no interior de SP

 

Dados da pasta atualizados no dia 3 de agosto apontam que a unidade tem a população carcerária 80% acima de suacapacidade. De acordo com as informações oficiais, há 1.521 pessoas detidas no CDP, sendo que a unidade pode receber 844 presos. O presídio recebe pessoas que aguardam julgamento em regime fechado.

Fonte: R7

Comentários
Programa Compartilha Brasil