Colaboradores - Lica Gimenes

Usuários de aplicativo pagam 10 reais em viagens intermunicipais e interestaduais

7 de Agosto de 2018

Desde Julho de 2018, usuários do Buser, aplicativo que conecta passageiros com destino em comum para fretar ônibus, pagarão apenas 10 reais em sua primeira viagem pela plataforma. A promoção vale para todas as rotas disponíveis e não tem prazo previsto para término.

Ao todo, moradores de mais de vinte cidades do sul e sudeste do país, além do Distrito Federal, que ainda não conhecem o serviço, poderão se conectar para viajar por meio do aplicativo pelo preço estabelecido.

Segundo o CEO e cofundador da empresa, Marcelo Abritta, o objetivo da promoção é aumentar ainda mais o vínculo entre o público e o serviço oferecido pela plataforma. "As pessoas que já utilizam o aplicativo têm elogiado bastante o serviço e os preços disponíveis. Com a promoção, vai ficar ainda mais fácil indicar a Buser aos amigos e familiares", afirma.

Créditos: Rafael Hupsel / Folhapress

Descrição: Marcelo Abritta (à esq.), 32, e Marcelo Vasconcelos, 34, fundadores da startup Buser

 

Para viajar, basta se cadastrar pelo site ou aplicativo da Buser, juntar-se a um grupo de viagem já formado ou criar o próprio grupo com o destino desejado. O frete é contratado totalmente online e o passageiro ainda pode escolher as opções de viagem em ônibus leito ou executivo.

Para quem já utiliza a plataforma, o preço das viagens não vai aumentar. Como o frete é rateado entre os passageiros, o custo de deslocamento chega a ser 60% menor, se comparado ao valor das passagens rodoviárias tradicionais.

 

Sobre a Buser

Fundada em 2017 por Marcelo Abritta e Marcelo Vasconcellos, a Buser é uma plataforma online de fretamento colaborativo que faz a intermediação entre empresas de ônibus executivo e pessoas que querem viajar para o mesmo destino. Está disponível nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Paraná, e proporciona uma economia de até 60% no valor da viagem, dependendo do trajeto e do número de passageiros que rateiam o preço do frete.

Comentários
Programa Compartilha Brasil