Cultura - Música

Quinteto violado apresenta repertório do disco "Missa do Vaqueiro"

19 de Julho de 2018

O Quinteto Violado, que está em atividade desde 1971, apresenta no Teatro Paulo Autran, do Sesc Pinheiros, o show Cultura Sertaneja, que traz músicas de A Feira, disco de 1974 e, principalmente, de Missa do Vaqueiro, (originalmente lançado em 1976, teve versão comemorativa em 1991). Algumas músicas que não faltam no repertório são Vaqueiro, Meu Irmão Vaqueiro, Glória, Comunhão e O Credo. A apresentação está marcada para dia 29 de julho, domingo, às 18 horas.

Quinteto Violado
Foto: José Marcos

Em busca de uma visão tão universal como o próprio som do Quinteto Violado, Missa do Vaqueiro é um disco que foi lançado em 1991, nas comemorações de 20 anos do grupo, e que recebeu o Prêmio Sharp de Música de 1992 na categoria de Melhor Grupo Instrumental. O trabalho conta com a participação do bispo Dom Helder Câmara (1909 – 1999) em poema escrito por ele – Vaqueiro, Meu Irmão Vaqueiro.

O disco é a segunda versão do trabalho que homenageia a missa do vaqueiro, um dos maiores e mais importantes eventos turísticos de Pernambuco. O CD traz arranjos modernizados e bem diferentes do apresentado em 1976, quando o Quinteto transcreveu para o LP as canções da Missa, compostas por Janduhy Finizola. A Missa do Vaqueiro é uma homenagem do vaqueiro nordestino ao maior de todos eles – Raimundo Jacó, primo de Luiz Gonzaga, assassinado cruelmente na caatinga.

“Trazemos no CD o crepitar das folhas secas ao sol vigoroso do Nordeste, o galope dos cavalos no solo duro, o cheiro do couro, a mão forte do vaqueiro, sua dor e sua esperança. Trazemos uma festa, mista de dor e alegria, que retrata a alma simples do personagem esquecido nestes confins da América Latina”, ressalta o grupo.

Sem procurar situar o personagem do vaqueiro em uma corrente ideológica ou atá-lo a convenções temporais, o quinteto não deixa de mostrar essa figura como sujeito que sintetiza parte da população brasileira.  O grupo procura transcender o religioso e visitar com sutileza o universo formal da pesquisa para não esquecer as referências antológicas.

Serviço

Dia 29 de julho, domingo, às 18 horas

Local: Sesc Pinheiros - Teatro Paulo Autran - Endereço: Rua Paes Leme, 195.

Ingressos: R$ 40 (inteira), R$ 20 (meia entrada: estudante, servidor de escola pública, + 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência) e R$ 12 (credencial plena do Sesc - trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes).

Comentários
Programa Compartilha Brasil