Viver - Moda

A arte dos desenhos permanentes

17 de Julho de 2018

As coisas mudaram, e muitas pra melhor. Ser tatuador já foi uma escolha difícil, recriminada e marginalizada pela sociedade. Hoje em dia, se tornou uma profissão respeitada, onde profissionais responsáveis e dedicados possuem a missão de registrar sua arte permanentemente na pele de seus clientes.

Douglas Matias é desenhista profissional e deixou o antigo trabalho para seguir sua verdadeira vocação, seu estúdio fica dentro da barbearia Sobress, localizada na Zona norte de São paulo.

"Paula, uma amiga de trabalho, via meus desenhos entre um atendimento e outro na concessionária de veículos onde trabalhava. Um dia ela disse: você precisa fazer algo com sua arte, está perdendo tempo aqui, devia ser tatuador. E desde então comecei a me especializar e tentar me inserir na área." Conta ele que depois de um ano fez sua primeira tattoo (2013.)

Uma característica diferencial dele é que consegue estudar as referências de seus clientes por ser desenhista profissional, sendo especialista em realismo e caricatura.

Douglas conta que o profissional tatuador se preocupa com todos os detalhes incluindo a biossegurança antes, durante e depois do procedimento.
Ele reforça todos os cuidados passo a passo com cada cliente. 

São artistas que usam a pele como tela. Celebrados no Brasil neste dia 20 de julho, os tatuadores têm sido cada vez mais procurados desde que o mercado de tatuagens deixou de ser visto com olhos preconceituosos e passou a fazer parte do mundo da moda. O ramo, que não sente muito os impactos da crise econômica do País, cresce cerca de 20% ao ano, segundo o Sindicato das Empresas de Tatuagem e Body Piercing do Brasil (Setap-BR).

Para conhecer os trabalhos do tatuador acesse @dougmatiastattoo, endereço: rua crisciuma119 vila sabrina.

Comentários
Programa Compartilha Brasil