Colunistas - Rodolfo Bonventti

Bandeirantes lançava duas novelas ao mesmo tempo para competir com a Globo

2 de Julho de 2018

Motivada pela boa audiência conseguida com sua primeira experiência em novela diária, “Cara a Cara” de Vicente Sesso, lançada em abril de 1979, a TV Bandeirantes, com o fechamento da TV Tupi, passava a ser, no início dos anos 80, a única concorrente em novelas da TV Globo.

No período de um mês, entre 1º de dezembro de 1979 e 02 de janeiro de 1980, a Bandeirantes lançou duas produções do gênero para competir com a Globo em horários diferentes.

Às 20 horas foi lançada a novela “O Todo-Poderoso”, um original de Clóvis Levy e José Safiotti Filho que depois ganhou a colaboração também de Edy Lima e Ney Marcondes, que vinham do último sucesso da Tupí, “Como Salvar Meu Casamento”.  O tema central era o choque entre a paranormalidade e a ètica médica, com o ator Eduardo Tornaghi vivendo Emmanuel, um paranormal e curandeiro popular.

Já no horário das 19 hjoras, a Band foi buscar na Globo o talento de Benedito Ruy Barbosa para escrever a singela “Pé de Vento”, que contava a história de um jovem trabalhador e atleta, interpretado por Nuno Leal Maia, que chegava a São Paulo com a família para conseguir vencer a Corrida de São Silvestre e se tornar reconhecido em todo o Brasil.

Não eram superproduções, mas tinham objetivos e públicos certos, No início, foi “O Todo-Poderoso” que saiu na frente pelo seu tema mais arrojado e inédito, com vários efeitos especiais nos seus capítulos, mas como a história acabou patinando e ficou sem rumo certo, os telespectadores acabaram preferindo “Pé de Vento”  que tinha uma histórias mais simples e que falava do cotidianmo das pessoas nas grandes cidades.

 

Ambas, no entanto, serviram mais para que a Bandeirantes começasse a criar um público próprio para a sua teledramaturgia e, assim, foram suas sucessoras que conquistaram uma boa audiência para a emissora paulista. A primeira a terminar foi “Pé de Vento” que ficou só cinco meses no ar e foi substituída por “Cavalo Amarelo” de Ivani Ribeiro. Em seguida, deixou o ar depois de sete meses “O Todo-Poderoso” que deu lugar para “Um Homem Muito Especial”, a história do Conde Drácula que ficou parada na TV Tupi.

Bons nomes da nossa telinha estiveram nessa experiência de teledramaturgia da TV Bandeirantes. Em “O Todo-Poderoso”, Tornaghi, que vinha da Globo, contracenou com Lilian Lemmertz, Jorge Dória, Cristina Santos (irmã de Lucélia Santos), Selma Egrei, Geraldo Del Rey, Marco Nanini, Kate Hansen, Renato Borghi, Aizita Nascimento, Jofre Soares, Sebastião Campos, Geny Prado, Denise Del Vecchio, Régis Monteiro, João Signorelli, Gésio Amadeu e Ileana Kwasinski.

Enquanto isso, “Pé de Vento” reunia ao lado de Nuno Leal, nomes como os de Bete Mendes, Dionísio Azevedo, Maria Luiza Castelli, Fausto Rocha Jr., Mauricio do Valle, Canarinho, Cristina Mullins, Ester Góes, Rolando Boldrin, Arnaldo Weiss, Edney Giovenazzi, Maria Estela, Baby Garrouz, Taumaturgo Ferreira, Flora Geny, Henrique César e Angelina Muniz.

Comentários
Programa Compartilha Brasil