Colunistas - Zacarias Pagnanelli

Roberto Porto toma posse como desembargador pelo Quinto Constitucional

15 de Junho de 2018

Nesta semana, o promotor de Justiça Roberto Teixeira Pinto Porto tomou posse no cargo de desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP). A cerimônia de posse reuniu, entre outras autoridades, os ministros do Supremo Tribunal Federal Enrique Ricardo Lewandowski e Alexandre de Moraes, magistrados, membros do Ministério Público, o Secretário de Segurança Pública de São Paulo, a cúpula da Polícia Civil e familiares, na sala Desembargador Paulo Costa (Salão do Júri), no Palácio da Justiça.

A vaga, destinada ao Ministério Público em razão do quinto constitucional, surgiu em decorrência da aposentadoria do desembargador Raymundo Amorim Cantuária.

Zacarias Pagnanelli, Roberto Teixeira Pinto Porto, e os promotores de Justiça Silvio Antônio Marques e José Carlos Blat
Foto: Karina Lajusticia

Roberto Porto ingressou no Ministério Público em 1993. Trabalhou por 12 anos no Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco). Foi promotor de Justiça junto às comarcas de Sorocaba, Guariba, São Sebastião e Suzano.

Na gestão do prefeito Fernando Haddad (PT), assumiu a pasta de Segurança Urbana e exerceu o cargo de controlador-geral do Município.

Porto também desempenhou atividades junto à Corregedoria-Geral. É mestre em Direito Político e Econômico pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e autor de diversas obras jurídicas, entre elas, o livro “Crime Organizado e Sistema Prisional”.

Foto: Karina Lajusticia

O novo desembargador é filho do ex-presidente do TJSP, Odyr Porto, que presidiu o tribunal no biênio 1992/1993 e foi lembrado com admiração e respeito pelos colegas, durante a posse.

Comentários
Programa Compartilha Brasil