Cultura - Teatro

Peça reflete o cotidiano de jovens garotos de programa que trabalham na noite paulistana

14 de Junho de 2018

Na semana em que o roteiro paulistano se coloca mais “colorido”, por conta da realização da Parada do Orgulho LGBT 2018, destaque para a apresentação do espetáculo “Os Rapazes da Rua Augusta”, com duas apresentações especiais, sexta-feira e sábado, no palco do Teatro Bibi Ferreira.  Com texto e direção assinados pelo experiente Roberto Freitas, a peça destaca no elenco dois jovens atores, Bruno Alba e Kainan Ferraz.

A história se passa em um dos principais cartões-postais de São Paulo, a Rua Augusta. Local que reúne diversas tribos e gêneros na ferveção da noite paulistana que buscam diversão e o fácil prazer. No enredo, os jovens Mariano e Gabriel, dois garotos de programa que vivem e trabalham na rua, mostram ao público um drama romântico regado de amor e solidão, sintetizados nos encontros e desencontros de personagens que buscam encontrar seu par e a felicidade.

“Trata-se um tema contemporâneo, de algo que faz parte do cotidiano de muitos homens e mulheres. Hoje falar da felicidade é também falar da questão do prazer, pois vivemos em uma sociedade um pouco marcada de hipocrisia. Não queremos causar polêmicas, mas sim mostrar um pouco da realidade social”, diz o autor e diretor do espetáculo.

De acordo com o ator Kainan Ferraz, “Os Rapazes da Rua Augusta”, mostra realidade e não trabalha com vulgaridade: “É muito interessante trabalhar essa temática e construí o personagem após alguns meses de laboratório, tendo conversas com muitos garotos que exercem essa função na noite”, pontua.

Serviço:

Os Rapazes da Rua Augusta – Teatro Ruth Escobar , Rua dos Ingleses, Bela Vista, as quintas feiras.

Comentários
Programa Compartilha Brasil