Colaboradores - Tânia Voss

Daniel Boaventura ao lado de Zizi Possi e Daniel Jobim especialmente para o Dia dos Namorados

11 de Junho de 2018

Daniel Boaventura, considerado hoje um verdadeiro showman, grande intérprete da música brasileira e internacional. O artista, muito sensível e cheio de charme, fala com o coração e agrada o público com sua classe inconfundível. Conhecido como um ator de prestígio, ele abraça a carreira de cantor e arrasta milhares de fãs por onde se apresenta.

 

Ele chega em São Paulo, com um show dedicado ao dia dos namorados e que irá marcar o lançamento do seu novo DVD “Ao vivo no México”, gravado no icônico Teatro Metropolitán, na Cidade do México, em outubro de 2017 com brilhantes interpretações do cantor de clássicos em inglês, espanhol e português.

“Senti que tinha chegado a hora de projetar minha carreira internacionalmente com esse novo projeto. Nada mais justo que a gravação desse DVD ocorresse no México, a Meca fonográfica latino-americana, e mais, tinha que ser no Teatro Metropolitán”, conta Daniel sobre a escolha do México para a gravação de seu novo projeto.

 

De lá para cá, outras músicas ganharam espaço em seus shows e novas parcerias cimentaram-se, como com Daniel Jobim, pianista, cantor, compositor e neto de Tom Jobim. Juntos, eles lançaram em agosto de 2017 “The Girl From Ipanema/Garota De Ipanema”, uma homenagem ao antológico álbum “Francis Albert Sinatra e Antonio Carlos Jobim”, que completara 50 anos de lançamento, e agora faz parte do novo DVD. Outra parceria que veio para enriquecer ainda mais as apresentações de Boaventura foi com o pianista Arthur Hanlon: juntos, os dois fizeram uma emocionante versão voz e piano de “Makin’ Whoopee”. A banda formada por músicos brasileiros e mexicanos deu o toque final e completou a agradável noite que deu origem ao novo projeto Ao Vivo no México.

Para homenagear o álbum de Frank Sinatra e Tom Jobim que levou a Bossa Nova ao mundo e completou cinco décadas em 2017, Boaventura convida o neto do poeta, Daniel Jobim, para dividir o palco em “The Girl From Ipanema/ Garota de Ipanema” e “Wave”.

Daniel Boaventura abre o coração especialmente para o Cartão de Visita. Confira:

CV - Me fale sobre o Projeto do DVD internacional. Por que escolheu o México  para gravação? Qual o critério de gravação do DVD, escolhas das músicas, local etc

Daniel- "Já lancei no Brasil e no México dois DVDs gravados aqui no Brasil em 2012 e 2014. Passei a fazer shows no México e arriscamos marcar um show no icônico Teatro Metropolitan: Foi um sucesso! Mais de 2.000 mexicanos cantando e dançando durante todo o show. Nesse dia senti que o próximo DVD tinha que ser gravado no México. E claro... no Teatro Metropolitan. E foi o que aconteceu. A escolha das musicas é sempre um trabalho continuo. Não se marca uma gravação e então se pensa no repertório. A escolha é um exercício diário. Escuto muitas musicas todos os dias. E vou garimpando. Me orgulho de ser um crooner e de buscar musicas que fiquem bem na minha voz e que consiga dar minha própria interpretação a elas. Gravamos o DVD "Daniel Boaventura en Vivo en México", em outubro de 2017 e foi lançado em fevereiro de 2018. Esta há 4 meses em primeiro lugar de vendas. Um orgulho!"

CV - Sempre um grande ator e agora se destacando no meio musical com maestria. O que te define? 

Daniel-" Ótima pergunta. Na verdade minha carreira começou como cantor. Sou Barítono. Poucos percebem a ordem das coisas.. rs...Pelo canto cheguei ao teatro musical. E do teatro musical a televisão e cinema. Em 2009 decidi gravar meu primeiro CD e talvez isso pareça que o “cantor”começou ali. E na TV fiz um personagem na novela "Passione" da TV Globo, onde interpretei um cantor italiano. Deu tão certo que acabei gravando um CD de musicas italianas."

 CV- Qual a sua relação musical com Daniel Jobim? E fale da sua participação no show do Tom Brasil

Daniel- "Conheço bem a obra e o legado de seu avô, Tom Jobim. Em 2017 o disco Francis Albert Sinatra & Antonio Carlos Jobim completou 50 anos. Foi um dos discos mais importantes para a música brasileira no mundo. Sou fã do Frank Sinatra. É minha maior influência. Pensei em fazer uma homenagem as este disco e convidei Daniel Jobim para gravarmos "The Girl From Ipanema". A música ficou em primeiro lugar nas rádios adultas e decidi convidá-lo para os shows aqui no Brasil, para fazer uma participação especial. Deu tão certo que fomos juntos para o México e gravamos juntos "Wave" e "The Girl From Ipanema" no DVD."

CV- O ponto forte do show é a homenagem a Bossa Nova? 

Daniel- "Sem dúvida é um momento especial. Ter Daniel Jobim cantando comigo e ainda ao piano é muito bom. Mas o show está cheio de surpresas. Terá pela primeira vez meu encontro no palco com Zizi Possi. Estamos juntos ainda criando o que vamos fazer. Farei duas músicas com ela e ela ainda cantará solo em mais duas musicas. O show está imperdível!"

CV- Como você trabalha com esse lado enlouquecedor das suas fãs? Seu show é romântico, sedutor e "calhente", com muitas manifestações dos fãs. Vc é um luxo. Comente sobre o assédio do público.

Daniel- "Se não existir a troca de carinho, de energia positiva entre o artista e o público, tem alguma coisa errada. Tenho muita sorte de ter muitos fãs e ter meus shows sempre cheios. Gosto quando entre uma música e outra, um fã se manifeste com gestos carinhosos. É um prazer e uma realização para qualquer artista. Quero isso para sempre."

Show

Local: Tom Brasil

Rua Bragança Paulista, 1281 – Chácara Santo Antônio

Data: 12/06/2018

Horário de início do show: 22h   

Comentários
Programa Compartilha Brasil