Colunistas - Rodolfo Bonventti

A novela global que provocou polêmica ao abordar abertamente a eutanásia

6 de Junho de 2018

A carreira do autor Lauro César Muniz na TV Globo sempre foi marcada por polêmicos temas que eram retratados nas suas novelas, mas que rendiam boa audiência para a emissora e sucesso para o autor, porque o público “comprava” as discussões e as soluções que o autor propunha para cada um desses temas. E assim aconteceu com o desquite e a ganância de ascensão social de um homem nos anos 50 em “Escalada”, o empoderamento feminino em “O Casarão” ou os problemas de trabalho e de relacionamento dos artistas em “Espelho Mágico”.

A receita porém desandou com “Os Gigantes” de 1979, novela que derrubou os índices até então conquistados pelas novelas anteriores exibidas as 20h30, e que provocou um grande stress entre o autor, a direção da novela e a emissora.

Com um elenco estelar comandado por Dina Sfat, Tarcísio Meira, Francisco Cuoco, Suzana Vieira e Joana Fomm, “Os Gigantes” trouxe para a telinha, em horário nobre, a discussão sobre a possibilidade ou não de se praticar a eutanásia com o intuito de diminuir o sofrimento de uma pessoa. Havia também na história sérias críticas ao poder das multinacionais no dia a dia das pessoas e da nação.

O resultado foi que o telespectador não comprou a estória de Lauro César Muniz por acha-la carregada demais de doenças, mortes, hospitais e dores. Em cena, a personagem Paloma, vivida por Dina Sfat, voltava ao Brasil e encontrava o irmão em coma, condenado a viver dependente de aparelhos, e reencontrava dois amores da adolescência, vividos por Tarcísio Meira e Francisco Cuoco.

O elenco se esmerou em dar conta do recado, mas houve muita interferência da censura e da própria emissora no enredo, a direção acabou se perdendo e o autor ficou com uma colcha de retalhos na mão. E o pior, a audiência foi caindo conforme a novela se desenvolvia.

A novela ficou apenas cinco meses no ar, quando o normal é sete ou oito meses, dependendo do sucesso da mesma, e trouxe um elenco da pesada, onde além dos já citados acima, também tinham destaque Mário Lago, Lauro Corona, Vera Fischer, Miriam Pires, Jonas Mello (vindo do elenco da TV Tupi), Lúcia Alves, Castro Gonzaga, Lídia Brondi, Perry Salles, Rogério Fróes, Norah Fontes, Flora Geny, Carlos Gregório, Átila Iório, Denny Perrier e Julciléia Telles, entre outros.  

Comentários
Programa Compartilha Brasil