Colunistas - Rodolfo Bonventti

O programa que lançou a moda da vida como ela é no final das tardes

6 de Junho de 2018

Um programa de entrevistas polêmicas comandado pelo apresentador e diretor Wilton Franco (1930-2012) se transformou no último programa a ser lançado pela TV Tupi, em 1979, e a trazer para a emissora bons índices de audiência, O título do programa era “Aqui e Agora: O Povo na TV”.

Com a falência da TV Tupi menos de um ano depois da sua estréia, o programa foi incorporado na nova programação da recém criada TV S de propriedade do apresentador Silvio Santos, e reestreou na telinha novamente em 19 de agosto de 1981 no horário das 17 horas.

Nos três anos que “O Povo na TV”, o nome que ele ganhou na TV S  e logo depois SBT, ficou no ar, o programa se especializou em apresentar para um público que variava entre as classes C e E, entrevistas e externas onde o escândalo e a polêmica tinham lugar cativo.

Além dessas pautas, o programa ainda lançou na nossa TV um quadro específico para a defesa do consumidor, que muitas vezes colocava os consumidores frente a frente com os fornecedores dos produtos ou serviços dos quais eles estavam reclamando.

Não era raro que brigas físicas também fizessem parte do cenário e das entrevistas que iam ao vivo. Com certa habilidade para criar muitas vezes polêmica onde não havia, Wilton Franco tinha consigo uma equipe de profissionais que ficaria com a marca de  “encrenqueiros” na nossa TV, e entre eles estavam Wagner Montes, Sérgio Mallandro, Cristina Rocha e até o político Roberto Jefferson.

O programa surpreendeu a concorrência com índices de audiência altos e derrubando, principalmente, a audiência da líder no horário, a TV Globo, que na maior parte dos dias, empatava com o SBT ou ganhava por uma estreita margem. Essa situação fez a Globo ter que repensar seu horário de final de tarde para tentar reagir.

“O Povo na TV” lançou a moda de telejornais no final do dia que tentam explorar o chamado “mundo cão”, ou como eles mesmos definem, programas que tratam a vida como ela é, sem filtros de felicidade ou seja, mostrando a realidade do dia a dia das pessoas nas grandes cidades.

Ele foi o precursor de muitos outros programas, vários deles ainda no ar, e que sempre garantem pontos importantes de audiência para as emissoras, além de serem um produto de custo barato em relação a vários outros formatos exibidos pela nossa TV.

Comentários
Programa Compartilha Brasil