Colunistas - Zacarias Pagnanelli

Mil magistrados marcam presença na abertura do XXIII CBM

25 de Maio de 2018

A cerimônia de abertura do 23º Congresso Brasileiro de Magistrados aconteceu na noite desta quinta-feira (24), no Centro de Convenções Ruth Cardoso, em Maceió (AL). A jornalista Thalita Oliveira foi a mestre de cerimônia do evento, que contou com a presença de mais de mil magistrados.

Ney Alcântara, presidente da ALMAGIS, e Thalita Oliveira
Foto: Karina Lajusticia

Organizado pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), em parceria com o Associação Alagoana de Magistrados, o tema central desta edição, que acontecerá até o dia 26 de maio, será “A politização a justiça ou a judicialização da política”.

A cerimônia de abertura contou com a conferência Magna do vice-presidente do Supremo Tribunal Federal, o ministro José Antônio Dias Tofolli. Em seu discurso, o ministro exaltou a importância do poder judiciário para manutenção da democracia brasileira e comentou a evolução histórica do país:

 “Os desafios ainda são superar as desigualdades sociais e regionais, combater a corrupção e garantir os direitos da chamada nova geração. Em 1988, o Poder Judiciário não tinha autonomia e tinha uma independência ainda enfraquecida. E hoje, 30 anos depois da Constituição Federal de 88, vivemos uma plena autonomia do Poder Judiciário e plena independência dos magistrados, do juiz em relação aos outros poderes”, afirmou.

Para encerrar a noite, os convidados puderam aproveitar um dos maiores shows de música nordestina: O Grande Encontro, com Alceu Valença, Elba Ramalho e Zé Ramalho.

Paulo Dias de Moura Ribeiro, ministro do STJ, José Antônio Dias Tofolli, vice-presidente do STF, Zacarias Pagnanelli e Carlos Eduardo Cauduro Padin, presidente do TRE.
Foto: Karina Lajusticia

 

Comentários
Programa Compartilha Brasil