Colaboradores - Tânia Voss

Diana Krall no Brasil presenteia fãs com música popular brasileira

4 de Maio de 2018

Única cantora de jazz a ter oito álbuns de estreia no topo da Billboard Jazz Albums, Diana Krall lotou a casa com público seletivo e amantes do jazz. Louríssima e cheia de charme, ela encantou com sua beleza clássica em um florido vestido longo.

Foto: Lu Vale
 

A turnê mundial 2017-2018 de Diana Krall, lançou o disco “Turn Up The Quiet”e passou por Brasília e Curitiba.

A diva do jazz homenageou no palco do Tom Brasil, em São Paulo, Milton Nascimento, Tom Jobim e cantou e tocou bossa nova lindamente.

Até o momento, ela já conquistou cinco prêmios Grammy®, oito prêmios Juno® e ganhou nove certificações de ouro, três de platina e sete de multi-platina. A última apresentação da diva aconteceu há 8 anos atrás,

Pianista de jazz e cantora de renome mundial, gravou “Turn Up The Quiet” pela Verve Records/ Universal Music Canada com co-produção de Tommy LiPuma, vencedor do Prêmio Grammy e produtor de aclamados álbuns de Krall, incluindo “All For You”, “The Look Of Love” e “Live In Paris”.

Foto: Lu Vale
 

Canadense, Diana começou a tocar piano aos quatro anos, e já no colegial integrava um grupo de jazz, na cidade de Vancouver. Começou a carreira artística se apresentando, aos 15 anos, em restaurantes, quando chamou a atenção de professores e ganhou bolsa de estudos na renomada Berklee College Of Music, em Boston.

De mudança para Los Angeles, estudou com Jimmy Rowles, mas foi em Nova York, nos anos 90, que alcançou sucesso internacional. Casou com o músico Elvis Costello, em 2003, com quem teve gêmeos, e marca sua fase de compositora, com o álbum “The Girl in the Other Room” (2004). Dois anos depois ela lançou o disco “From this Moment on”, interpretando músicos sagrados de jazz, como Cole Porter e Irving Berlin, entre outros. Desde então, Diana Krall não para de colher sucessos pelo mundo.

Comentários
Programa Compartilha Brasil