Notícias - Motor

Chuva exige técnica na 20a. edição do Rally RN 1500

18 de Abril de 2018

Foram mais de 800 quilômetros percorridos durante os 4 dias de prova de uma das edições mais molhadas de toda a história do Rally RN 1500. "Nós chegamos em São Miguel do Gostoso na terça-feira em baixo de chuva. E na quarta também caiu água o dia todo", conta o piloto Polaris Deco Muniz, que participou na categoria Pro Turbo.

Polaris RZR #107 de Leandro Torres e Lourival Roldan atravessam área alagada
Foto:  Sanderson Pereira

Segundo ele, a pior parte do percurso foi o "Seridó", como chamam o sertão do RN, que tem muita pedra e por conta do clima durante a prova, muito alagamento. Mas nem as poças, que fizeram vários carros atolarem, tiraram os RZRs da trilha. Das 4 categorias de UTV, a Polaris chegou em primeiro em duas. A dupla Leandro Torres e Lourival Roldan venceram na Over 45 e em segundo lugar, o Polaris RZR XP 1000 de Antonio Cavalcante e Paulo Medina.

Outro primeiro lugar para Armando Bispo e Fernando Cavalcanti, com o RZR XP 1000 na categoria UTV Pro Aspirado! Paulo Aragão e André Beleza chegaram em segundo na Super Prodution com o RZR XP Turbo.

O Rally RN 1500 é, até hoje, o segundo maior rally cross country do Brasil. Perde apenas para o Rally dos Sertões. E também segue as mesmas referências de diversidade cenários, contando com terra, beira mar, sertões, dunas, pedra e serras.

Comentários
Programa Compartilha Brasil