Colaboradores - Lica Gimenes

Quatro passos para abertura de franquia nos Estados Unidos

2 de Abril de 2018

Abrir o próprio negócio e ir para o exterior é um desejo recorrente de muitos brasileiros. Mas, como realizar? Jack Findaro, diretor da Visa Franchise, consultoria americana especializada em investimentos de estrangeiros nos Estados Unidos, elaborou um guia para empresários que desejam realizar empreendimentos internacionais:

Jack Findaro
 

1. Obtenção do visto

A primeira questão é decidir qual tipo de visto é o mais adequado para atuação nos EUA. Entre os mais comuns:

E-2 - permite que investidores com cidadania de países que têm tratados de comércio com os Estados Unidos, como Itália, Argentina, Alemanha e Espanha, sejam admitidos nos EUA ao investirem em negócios americanos. É necessário investir ao menos cerca de $ 150 mil;

EB-5 - é para quem deseja o Green Card, ou seja, a residência permanente nos Estados Unidos, com investimentos médios de $ 500 mil a $ 1 milhão;

 

2. Estudo econômico do país

Após decidir qual melhor forma de ingresso, é importante compreender o cenário americano. Isto completa o planejamento e a implementação de negócios que vão de encontro com o que os indicativos econômicos do país apontam.

Posso afirmar que, diferentemente do Brasil, as franquias americanas representam uma forma segura de empreender nos Estados Unidos. Atualmente, o país tem mais de 5 mil marcas de franquia, com 750 mil estabelecimentos nos Estados Unidos.

Até 2016, o segmento de franquias movimentou, direta ou indiretamente, US$ 2,3 trilhões. As possibilidades de investimento são inúmeras, mas alguns segmentos se destacam nas preferências dos brasileiros: indústrias de beleza, de fitness, mercado de gestão de propriedade, indústria de sobremesas congeladas e indústrias de limpeza. Os investimentos iniciais variam entre US$ 80.000 e US$ 286.000, conforme a área e indústria selecionada.

 

3. Consultoria jurídica, tributária e econômica

Toda esta jornada deve ter um aconselhamento jurídico, tributário e econômico, de profissionais experientes no cenário local. Entender as leis tributárias para planejar e implementar estratégias fiscais eficientes antes de uma mudança definitiva para o país pode resultar em uma economia significativa de impostos e na manutenção do patrimônio.

É preciso que os empresários e consultores tenham tempo o suficiente para analisar um conjunto completo de estratégias e suas consequências, a fim de uma mudança de país segura e rentável.

 

4. Estudo do idioma

O conhecimento do inglês também é importante. Caso o investidor opte por um modelo de franquia, ele não precisará necessariamente deste idioma, mas a equipe de gerenciamento de seu negócio sim.

Sobre a Visa Franchise:

Visa Franchise é uma consultoria de investimentos nos Estados Unidos especializada em franquias. Com o objetivo de identificar o melhor negócio a investidores, a empresa já analisou mais de 800 oportunidades em franquias, e, hoje, possui um portfólio de mais 60 empresas.

A consultoria tem atuação internacional e já atendeu clientes em mais de 25 países, entre eles Brasil, Argentina, Turquia, Venezuela, Itália, Austrália, Espanha e Índia.

Comentários
Programa Compartilha Brasil