Cartão na TV - Arena de Negócios

Assista ao Arena de Negócios - Edição 20

27 de Março de 2018

Aconteceu no Rio de Janeiro

Câmara Brasil - China consolida investimentos e parcerias no Rio de Janeiro. O Estado será contemplado com projetos, que devem gerar empregos e desenvolvimento social. Baixada Fluminense foi a escolhida para ser uma das mais contempladas.  Considerada uma das maiores potências do mundo, a China deu uma grande passo não só para estreitar passos com o mercado brasileiro, mas também para gerar novos cenários, com desenvolvimento socioeconômico. Ao todo, serão liberados R$ 35 milhões pela China ao Brasil neste ano e uma das áreas mais beneficiadas para receber verbas chinesas será a Baixada Fluminense. Inaugurada ainda na semana passada no Rio de Janeiro, a Câmara de Comércio de Desenvolvimento Internacional Brasil - China (CCDIBC) já firmou um termo para implantação de projetos em Japeri, na Baixada Fluminense, que não só vão promover uma restruturação econômica da cidade como também de toda Baixada Fluminense.

A agenda já havia sido negociada, em uma reunião do banco do Brics (grupo de países formado por Brasil, Rússia, China, Índia e África do Sul), onde o empresário e hoje presidente da CCDIBC no Rio, Claudio Henrique Barack Obama, apresentou 16 projetos para trazer recursos e melhorias ao estado, muitos deles já foram aprovados pelo país asiático.

Na lista, estão projetos de 5G, nanotecnologia, Faculdade de Medicina com implantação de hospital universitário para atendimento à demanda carente da Baixada do RJ com medicina preventiva que une os conhecimentos ocidentais e orientais, fábrica de biocombustível que usará óleo de cozinha, logística reversa, galpão de e-commerce, um pólo de criação para indústria audiovisual (incluindo jogos eletrônicos), shoppings, Complexo Petroquímico e terminal portuário (porto do Açu) e fábrica de carros elétricos. “Sustentabilidade estará presente na nossa pauta e trará vantagens sociais para regiões estratégicas. O Estado terá o primeiro município a trocar lixo reciclado por minutos de banda larga. Só na fábrica (de biocombustível), que vamos instalar em Japeri, deverão ser gerados 5 mil postos de emprego em um prazo de seis meses. A unidade entra em funcionamento já em 15 dias”, enumera Henrique Barack Obama, que ainda lembra que ao envolver recursos da iniciativa privada, torna as ações sustentáveis para os cofres públicos .

Henrique Barack Obama ainda ressalta que instalará fábrica de fibra ótica, que será a primeira da América Latina a usar nanotecnologia. “Essa é uma das prioridades, pois estudos apontam que se não for enterrada toda fiação que temos, no máximo, em três anos, teremos um apagão tecnológico”, completa o presidente da CCDIBC-RJ.

O presidente da Câmara de Comércio de Desenvolvimento Internacional Brasil - China, em São Paulo, o chinês Fábio Hu Chin, confirma o interesse da China no território e mão de obra brasileira. “Também identificamos regiões como Nordeste, Sul e Centro-Oeste como detentoras de grande potencial para acordos conosco . Acabamos de comprar o terminal mais importante do Porto de Paranaguá, no Paraná, e temos US$ 2,8 bilhões para investir por aqui através da Câmara Brasil e China”, conclui Hu Chin. 

 Mas os investimentos de fundos chineses será ampliado para Câmara de Comércio de Desenvolvimento Internacional Brasil - China (CCDIBC), país afora. O Rio de Janeiro, — em especial algumas cidades estão recebendo esses investimentos em diversos projetos de ordem mundial, como 5G , IoT, nanotecnologia, logística reversa, fábrica de biocombustível, hospital de medicina preventiva, galpão de e-commerce, polo de criação para a indústria do audiovisual, shoppings, Complexo Petroquímico, terminal portuário para receber os navios cargueiros da china (Porto do Açu). O presidente da Câmara de Comércio de Desenvolvimento Internacional Brasil - China (CCDIBC), Fábio Hu Chin explicou mais em entrevista ao Portal e TV Fator Brasil, juntamento com o presidente da Câmara de Comércio de Desenvolvimento Internacional Brasil - China (CCDIBC), Rio de Janeiro (RJ), Claudio Henrique Barack Obama.

Aconteceu Em Ribeirão Preto...

O oitavo café da Rede Mulher Empreendedora que contou com a Presença da querida Ana Fontes que dividiu com todas as presentes, sua experiência de vida e profissional, Ana que havia acabado de chegar dos Estados Unidos, onde representou o Brasil em um painel da ONU, comentou que embora a evolução da mulher no mercado de trabalho seja grande ainda ha muito o que fazer, o conhecimento é a base de tudo, todas precisam assumir o protagonismo  e fazer a diferença!

 

Ainda Em Ribeirão Preto...

Em comemoração ao dia Internacional da mulher a Amcham (Câmara Americana de comércio) reuniu várias mulheres para refletir sobre carreiras, desafios e superações, o evento contou com as palestrantes Margareth Grouf e Ana Fontes que falaram de empoderamento feminino, e o novo posicionamento da mulher sobre sua vida em nossa sociedade!

Marlene Marques é Jornalista/Radialista e Marketing, embaixadora da Rede Mulher Empreendedora em Ribeirão Preto.

Comentários
Programa Compartilha Brasil