Viver - Saúde

Quando foi sua ultima visita ao dentista?

22 de Março de 2018

Ir ao dentista para consulta de rotina não é apenas conversa "politicamente correta". As consultas de rotina, também chamadas de check-ups dentários, devem ser feitas, de acordo com várias associações e instituições de saúde, de 6 em 6 meses. Hoje em dia muitos dentistas acreditam que esta recomendação é um pouco generalista, e que na verdade todas as pessoas deveriam visitar o dentista quão frequente quanto necessário.

Como é óbvio, é fácil esquecer de pensar em ir ao dentista quando nada está errado com nossa boca e nossos dentes, mas às vezes o mal acontece logo todo duma vez e mais vale planear uma consulta de rotina de vez em quando do que ter de ir ao dentista com uma série de problemas que poderiam ter sido evitados se tivéssemos escolhido ir com mais frequência a ele. São nessas visitas de rotinas que questões mais delicadas são encontradas e então entra em cena, o cirurgião buco-maxilo-facial. Que é um profissional da Odontologia que tem pós-graduação realizada em ambiente hospitalar, por um período que varia de dois a quatro anos de dedicação exclusiva. Por isso, conhece tudo sobre traumas de face e ossos do crânio.

O Dr. Leonardo Alckimin (@dr.leonardoalckmin), cirurgião formado pela Universidade Paulista, especializando em implantodontia, DTM e Dor Orofacial e Residente de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial  fala sobre as algumas das questões tratadas por ele como doenças e tumores da boca, corrige anomalias faciais como maxilar ou mandíbula muito grande, pequena ou desviada para os lados (assimetrias). Além disso, é ele quem cuida dos enxertos para reposição de osso perdido ou atrofiado na boca (maxilar e mandíbula), podendo também realizar implantes dentários. Está apto a tratar de casos mais complexos de reconstrução facial. Dores faciais (na ATM) e problemas de apneia do sono também estão dentro da área de atuação do Cirurgião Buco-Maxilo-Facial.

Em suas redes sociais é possível encontrar algumas informações sobre seus procedimentos mais realizados e conhecer um pouco mais sobre o trabalho do cirurgião.

"Além das questões estéticas, existe o real problema de casos como o recuo e avanço de mandíbula, mordida aberta, impacção cirurgica da maxila, freio labial e lingual, etc." Conclui ele.
Comentários
Programa Compartilha Brasil