Colunistas - Bem Estar e Saúde

Páscoa sem culpa

16 de Março de 2018

Especialista dá dicas mais nutritivas para quem não quer fugir da dieta  

Na páscoa, época mais doce do ano, fica difícil manter o regime, não é mesmo?! De acordo com dados do IBOPE o Brasil é o terceiro maior mercado de consumo de chocolate no mundo, ficando atrás somente dos Estados Unidos e da Alemanha.   As opções e novidades no comércio vão desde os chocolates mais tradicionais aos gourmet,  personalizados e até mesmo os emagrecedores.

Segundo a especialista em emagrecimento ortomolecular Ana Carolina Candia, uma das alternativas são os ovos feitos de massa de cacau. “É melhor optar por chocolates com percentual maior que 70% de cacau, com mais extrato da fruta e menos ingredientes que realmente engordam, que são açúcares e gorduras”, destaca a especialista.

Mas a  novidade, são os chocolates emagrecedores.  De acordo com a especialista, o doce tem essa função porque possui o hidroxitriptofano (5HTP), que é um ansiolítico natural, a faseolamina, com função de inibir a absorção de carboidratos e os probióticos e prebióticos. Ainda segundo ela, a guloseima pode ser, inclusive, consumida por pacientes que estão em fase de emagrecimento.

“Os benefícios terapêuticos desse chocolate são inúmeros como: diminuir a ansiedade, melhorar o sono, regular o intestino e queimar a gordura abdominal”, explica Ana Carolina. Além disso, ele pode ser consumido por qualquer pessoas, até mesmo por intolerantes, celíacos e diabéticos. Porém, a especialista alerta: “Não é recomendado comer mais de dois tabletes por dia”, finaliza Ana Carolina Candia.

Comentários
Programa Compartilha Brasil