Colunistas - Rodolfo Bonventti

Seriado global contava as histórias do último jornalista romântico e boêmio

14 de Março de 2018

A primeira proposta era de um seriado policial para as noites de sexta-feira, mas no decorrer do seu desenvolvimento os autores Aguinaldo Silva, Doc Comparato e Antonio Carlos da Fontoura mudaram o personagem central e ao invés de um policial emergiu Waldomiro Pena, o último jornalista boêmio, engajado, opinativo e romântico do Rio de Janeiro, o astro central de “Plantão de Polícia”.

Com direção de José Carlos Pieri, Marcos Paulo, Jardel Mello e Luis Antonio Piá, o seriado estreou em maio de 1979 e ficou no ar por dois anos e meio, sempre registrando consideráveis índices de audiência. Foram quase 80 episódios e com um elenco fixo formado por Hugo Carvana, Denise Bandeira, Marcos Paulo, Lutero Luiz, Lucinha Lins, Julio Braga e Procópio Mariano, o seriado se tornou um sucesso na TV Globo e escreveu seu nome na história das séries brasileiras nacionais.

Hugo Carvana teve seu melhor momento na televisão, ele que sempre foi um nome premiado e constante no cinema, vivendo o apaixonado jornalista e repórter policial Waldomiro Pena, líder da redação do jornal carioca “Folha Popular”. Ao lado dele brilhou também a atriz e roteirista Denise Bandeira que vivia a jovem repórter Bebel, que possuía um aguçado senso de justiça.

Na redação e completando o elenco fixo de “Plantão de Polícia” estavam o ator e diretor Marcos Paulo, que dava vida ao jovem editor Serra, formado nos Estados Unidos; o fotógrafo Bezerra, interpretado por Lutero Luiz; os jovens repórteres Wilson Gatto vivido por Julio Braga e Gisela, marcando a estréia de Lucinha Lins, além do motorista Washington (Procópio Mariano); o contínuo Superboy (José Prata) e a telefonista Marlene (Silvia Chamecki).

“Plantão de Polícia” se tornou uma alternativa, no final dos anos 70 e início dos anos 80, para quem procurava um programa com conteúdo interessante sobre os problemas sociais de uma grande metrópole.

Outro fato interessante é que o personagem Waldomiro Pena era um homem solitário, sem mulher ou filhos e tendo como companheiro de apartamento um passarinho criado em uma gaiola, com quem ele conversava sobre as matérias que estava desenvolvendo e os problemas que aconteciam na cidade.

Para melhor se encaixarem nos seus personagens, Hugo Carvana e Denise Bandeira fizeram laboratório acompanhando coberturas e plantões policiais reais dos jornalistas do jornal “O Globo”.

E o sucesso de “Plantão de Policia” não se restringiu ao Brasil já que o seriado foi vendido para dez países, entre eles Alemanha, Argentina, Estados Unidos, França e Portugal.

Comentários
Programa Compartilha Brasil