Notícias - Motor

Produção de Motocicletas cresce 10,7%

13 de Março de 2018

As fabricantes de motocicletas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) registraram avanço no volume de produção no primeiro bimestre. Em janeiro e fevereiro saíram destas empresas 164.938 unidades, alta de 10,7% sobre o mesmo período do ano anterior (148.965). Os dados são da ABRACICLO, Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares. Com este resultado, a entidade reforça a projeção de avanço de 5,9% do setor para o acumulado do presente ano. O desempenho isolado de fevereiro também foi superior com 83.632 motocicletas fabricadas, alta de 24,2% sobre o mesmo mês de 2017 (67.319 unidades). Na comparação com janeiro (81.306 unidades) o aumento foi de 2,9%. 


Na análise das vendas no atacado – para as concessionárias – também houve alta nos dois primeiros meses do ano com 146.760 unidades, ficando 8,4% superior em relação a igual período de 2017 (135.446 unidades). Em fevereiro, o crescimento foi de 9,5%, com 74.793 motocicletas ante as 68.310 unidades vendidas no mesmo mês de 2017. Na confrontação com janeiro (71.967 unidades) o avanço foi de 3,9%.

Divulgação

Entre as categorias mais comercializadas nos primeiros dois meses do ano, destaque para a Street, que aparece no topo do ranking com 51,5% de participação (75.555 unidades); em segundo lugar está a Trail, com 22,4% (32.876 unidades) e em terceiro a Motoneta, com 13,4% (19.703 unidades). Já o Scooter ficou com a quarta posição (9.633 unidades), o que representa participação de 6,6% em relação ao total. Em quinto lugar, aparece a Naked com 3.441 unidades, correspondendo a 2,3% do mercado. Já na análise referente ao mês de fevereiro, Street teve 52,2% de participação, com 39.075 unidades, seguida da Trail com 21,9% (16.407 unidades), Motoneta com 13,3% (9.972 unidades), Scooter com 6,6% (4.937 unidades) e Naked com 2% (1.532 unidades).  
  
Confira a seguir as características básicas das motocicletas de cada categoria:
 
Street – Motocicleta de baixa ou média cilindrada destinada ao uso urbano.
Trail – Motocicleta de baixa ou média cilindrada destinada ao uso misto, tanto em vias pavimentadas quanto em terreno não pavimentado.
Motoneta – motociclo tipo underbone, pilotado com o condutor na posição sentado, destinado ao uso urbano, de baixa cilindrada e dotado de câmbio automático ou semiautomático. 
Scooter – Motociclo pilotado com o condutor na posição sentado e dotado de câmbio automático ou semiautomático, concebido para privilegiar o conforto.
Naked – Motocicleta sem carenagem, com motor propositalmente exposto e de alto desempenho, concebida para a utilização em terrenos pavimentados. Semelhante a uma motocicleta versão “sport”, sem a carenagem.
Big Trail – Motocicleta de média ou alta cilindrada destinada ao uso misto em terrenos pavimentados e não pavimentados.
Off Road – Motocicleta de qualquer cilindrada destinada exclusivamente à utilização em pisos não pavimentados.
Custom – Motocicleta caracterizada por sua vocação para percursos de estrada, destacadamente os mais longos, chamadas de “estradeiras”, que não priorizam velocidade e, sim, conforto.
Sport – Motocicletas de cilindradas médias ou superiores com carenagem que privilegia a aerodinâmica e o alto desempenho.
Ciclomotor – Veículo de duas ou três rodas, provido de um motor de combustão interna, cuja cilindrada não exceda a 50 centímetros cúbicos. 
Touring – Motocicletas usualmente de alta cilindrada concebidas para a utilização em turismo e viagens de grandes distâncias.  
 

Comentários
Programa Compartilha Brasil