Viver - Saúde

Socorro imediato em casos de queda pode salvar vidas

8 de Março de 2018

A ocorrência de quedas entre a população idosa é recorrente e pode ser mais grave do que se imagina. Segundo um estudo realizado pelo Instituto BRAZOS Brasil (The Brazilian Osteoporosis Study), 61% das admissões em prontos-socorros de pessoas com mais de 60 anos são por queda. Dessas, 16% sofrem fraturas.

Porém, quanto maior a espera por ajuda, pior serão as consequências deste acidente. Ao longo das horas de espera, surgem novas ameaças à saúde, como: escaras, lesões, desitratação, hipotermia, pneumonia e até o risco de morte.

O desenvolvimento do serviço de monitoramento e teleassistência possibilitou o atendimento mais ágil em casos como este. Composto por um botão de emergência pessoal, que pode ser usado com colar ou puseira, o idoso pode solicitor ajuda pressionando o botão, que o direcionará a um atendente especialista por meio do viva-voz.

Para casos em que o idoso não tiver condições de apertar o botão, a HelpCare desenvolveu um sensor automático. Veja como funciona:

Comentários
Programa Compartilha Brasil