Business -

Empresário Rogério Garcia garante: sairão muitos craques do interior gaúcho

2 de Março de 2018

O empresário de futebol Rogério Garcia, que fez uma parceria com o Sport Clube Gaúcho, de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, garante que sairão muitos craques do interior do estado. "Escolhi o Gaúcho porque está perto da minha casa já que moro em Cruz Alta por também ser agricultor, produtor rural e pecuarista. Escolhi o time para fazer um trabalho de gestão desta equipe que completa o centenário em 2018. É um clube que não tem nenhuma dívida, que está enxuto, e por que acompanho há anos essa gestão", explica ele.

 

"Este modelo empresarial é seguido por Paris Saint-Germain, Arsenal, Chelsea, Manchester United, entre outros clubes europeus. Isso já está sendo feito há muito tempo na França, Inglaterra, em times que estão no ápice do futebol mundial, que são empresas e que têm dono. Aqui no Brasil ainda vemos poucos exemplos", completa Rogério Garcia, que é sócio do empresário Jorge Machado.

 

"Futebol é uma paixão desde criança. Meus pais são do comércio e as opções que tínhamos na década de 70 era ir no cinema ou ir ver futebol. E por conta disso o futebol começou muito cedo na minha vida. Depois de um tempo tive a oportunidade de conhecer o Jorge Machado em Porto Alegre, um amigo que tenho, um amigo da vida. E ele começou a me mostrar a empresa dele e comecei a conhecer esse outro lado do futebol, que me encantou. Gosto da prospecção humana. Para mim é maravilhoso ver alguém evoluir como pessoa e como profissional e é isso que o futebol proporciona", exalta Rogério Garcia, que tem parceria nos rendimentos de jogadores como o volante Arthur (do Grêmio), o atacante Marinho (ex-Vitória e atualmente no Changchun Yatai, da China), o lateral Mário Fernandes (ex-Grêmio e atualmente no CSKA Moscou, da Rússia), entre outros.

"Vários clubes de âmbito nacional e internacional já me procuraram por conta da minha conduta, por eu transitar neste ambiente. Conheci muitas pessoas como Paulo Roberto Falcão, Luxemburgo, o empresário Giuseppe Dioguardi e tenho uma boa relação com eles. O futebol é uma atividade que cada vez mais precisa se tornar empresarial para poder dar resultados financeiros", ressalta Rogério Garcia.

 

"Há 5 anos comecei uma carreira solo e escolhi começar com jogadores de baixa idade que podem ser no futuro grandes craques dentro de Grêmio e Internacional. De uma coisa tenho certeza: sairão muitos craques do interior gaúcho", exalta o empresário que fez a parceria com o Sport Clube Gaúcho, que disputa a Segunda Divisão do Campeonato Gaúcho.

Fotos: MF Press Global

Comentários
Programa Compartilha Brasil