Colunistas - Zacarias Pagnanelli

Novo presidente do Tribunal Regional Eleitoral de SP toma posse

27 de Fevereiro de 2018

A posse solene do novo presidente do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), desembargador Carlos Eduardo Cauduro Padin, aconteceu nesta segunda-feira (26), na Universidade Presbiteriana Mackenzie, mesmo local onde o desembargador se graduou em Direito.

Cerimônia solene de posse da presidência do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo
foto: Karina Lajusticia


Na mesma ocasião, tomou posse o desembargador Waldir Sebastião de Nuevo Campos Junior como vice-presidente e corregedor Regional Eleitoral.

O desembargador Cauduro Padin presidirá o TRE-SP no biênio 2018/2019. Ele será o responsável por coordenar, no Estado, as eleições gerais de 7 de outubro de 2018, nas quais 33 milhões de eleitores escolherão o presidente da República, o governador de São Paulo, dois senadores do Estado, 70 deputados federais e 94 estaduais.

Novo presidente

Desembargador Carlos Eduardo Cauduro Padin assumiu o TRE-SP
Foto: Ricardo Nonato

Bacharel em Direito pela Universidade Mackenzie (1973), o des. Cauduro Padin exerceu inicialmente a advocacia. Ele ingressou na magistratura do Estado de São Paulo em 1982 e integra, desde 2005, o Tribunal de Justiça do Estado. Também é professor titular da cadeira de Direito Comercial na Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo.

Profundo conhecedor da Justiça Eleitoral, realizou, em 2017, 30 audiências públicas. Entre 2015 e 2017, visitou os cartórios de 150 zonas eleitorais da capital e do interior, na condição de corregedor Regional Eleitoral e vice-presidente do TRE-SP.

De 2000 a 2002, já havia atuado na Corte Eleitoral como juiz assessor da Presidência. Ocupou a suplência na classe juiz de Direito em 2002 e foi membro efetivo entre 2002 e 2004. O retorno ao TRE como suplente na classe desembargador ocorreu em 2011.

Vice-presidente e corregedor

Carlos Eduardo Cauduro Padin e Nuevo Campos
Foto: Divulgação


Juiz de direito desde 1983, o des. Nuevo Campos foi nomeado em 2009 desembargador do Tribunal de Justiça paulista. Antes, foi juiz suplente do TRE-SP entre 2005 e 2007 e efetivo de 2007 a 2009 na classe juiz de Direito. Desde 2014, ocupava a suplência na classe desembargador.

O novo vice-presidente e corregedor é bacharel em Direito pela Universidade Católica de Santos, com especialização em Direito Penal pela Escola Paulista da Magistratura.

Entre as personalidades que compuseram a mesa de cerimônia estavam os ministros do Supremo Tribunal Federal, Alexandre Moraes e Dias Toffoli, o prefeito da cidade de São Paulo, João Dória Jr, o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Manoel Queiroz Pereira Calças, entre outros.

Ministro do STF Alexandre de Moraes e Zacarias Pagnanelli
foto: Karina Lajusticia

 

Comentários
Programa Compartilha Brasil