Colunistas - Bem Estar e Saúde

8 dicas para manter o foco e a concentração

20 de Fevereiro de 2018
 

Tem aqueles que são distraídos por natureza. Porém, com tantos estímulos e distrações que as pessoas são bombardeadas hoje, manter o foco e a concentração se torna um desafio.

Você está na frente do computador trabalhando. Dá uma espiadinha na rede social, o telefone toca, chega mensagem, o colega ao lado puxa uma conversa. O tempo passa e aquele trabalho vai ficando para trás. Às vezes, a falta de foco e concentração pode atrapalhar uma tarefa pontual, mas isto pode se tornar um grande problema, interferindo na vida pessoal, profissional e emocional, inclusive na realização de projetos de longo prazo.

Mas calma! A psicologia tem trabalhado para ajudar a melhorar esta situação. A psicóloga Lia Clerot explica que a perda de foco tem sido um grande problema generalizado. “Somos bombardeados o tempo inteiro de informações, oportunidades e possibilidades. Estamos hiperconectados. Tudo isto tem tornado os indivíduos mais dispersos e sem profundidade, o que traz como consequência falta de autocontrole, motivação e cheio de questões pendentes ou inacabadas”, destaca.

Na prática, Lia explica que esta falta de foco acaba por resultar desde a desistência para permanecer em uma dieta, progredir e se especializar profissionalmente, manter uma amizade duradoura e não-virtual e até mesmo um  casamento. “O mundo está desatento! Desatento consigo, com o outro e com o meio que está inserido. Quantas vezes você olhou para a tela do celular na última vez que conversou com um amigo? Quantas vezes checou a rede social enquanto fazia um relatório chato no trabalho? Quantas vezes disse ‘não’ para uma atividade que surgiu com o intuito de finalizar aquela que já estava em andamento?”, questiona a psicóloga.

Ela ainda destaca um imediatismo das atuais gerações, quase obsessivo. Agem como se tudo precisasse ser feito “agora”, há um sentimento de perda se aquilo não for realizado com urgência. Por exemplo, se não responder uma mensagem que chegou naquele instante, poderá perder algo. Não se pode deixar que essas “emergências” ou distrações tirem o foco do objetivo maior.

Se agora o seu desafio é “ter foco em manter o foco”, confira as dicas que a psicóloga tem para se manter firme: 

1 – Organize-se. Fazer listas, programar agendas, horários ajuda a estabelecer prioridades. É claro que vez ou outra é preciso se permitir flexível, mas isto precisa isto precisa ser a exceção e não a regra. Faça planos a longo prazo, mas estabeleça vencimentos

2 – Estabeleça prioridades e reavalie-as. Veja o que realmente é importante aquele momento, o que vai trazer um maior benefício para sua vida e na sua realidade de hoje. A vida é feita de fases e o que é importante agora não do que era mais importante há 3

3 – Desconecte-se. Estar online o tempo todo te deixa interligado a muitas pessoas e informações, mas acaba fatiando sua atenção. Quando precisar de 100% dela em uma tarefa, faça este exercício.

4 – Respire fundo. Você não vai conseguir fazer tudo ao mesmo tempo com a mente cheia. Às vezes, tudo o que você precisa é parar uns minutos, esvaziar a mente para que ela esteja limpa para executar cada atividade. Meditar, relaxar, olhar a natureza, enfim, o ócio também é importante dentro da rotina.

5 – Preste atenção nos detalhes. Um ótimo exercício para melhorar gradativamente o foco é prestar atenção nos processos e sair do “piloto automático”. Por exemplo, ao arrumar a cama, observe o movimento dos cobertores ao serem dobrados, estire o lençol com calma, passe a mão sobre ele. Fazendo isto nas pequenas atividades, o cérebro passará a ficar mais alerta para questões mais importantes.

6 – Aqueça o cérebro. Quanto mais exercitado, melhor fica seu funcionamento. Jogos mentais, debates com maior profundidade, estimulam o raciocínio lógico.

7 – Comece pelas tarefas mais difíceis. Quando temos um desafio ou algo que não gostamos tanto, costumamos procrastinar e deixar para depois. Iniciar o dia por elas faz com que o cérebro esteja mais livre e eliminemos logo as maiores preocupações

8 – Conheça seus limites. Você não será uma maquina de produtividade sempre. Se um dia você não estiver tão bem, saiba manter a calma e a organização para compensar e manter o ritmo.

Comentários
Programa Compartilha Brasil