Viver - Saúde

Urologista aponta para sintomas do Câncer de Próstata

9 de Fevereiro de 2018

O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais comum entre os Brasileiros e o sexto tipo mais comum no mundo, além disso é o câncer mais prevalente entre os homens.

No passado, muitos homens morriam em decorrência do câncer de próstata, porém hoje a evolução dos métodos diagnósticos e uma maior compreensão da doença possibilitaram sua descoberta precoce e portanto o tratamento imediato, mais efetivo.

Dr. Rodolfo José Favaretto Filho, médico Urologista nascido no interior de São Paulo, atuante na capital onde reside desde 2013, é formado pela Universidade de Ribeirão Preto e possui residência em cirurgia geral pela santa Casa de Ribeirão Preto - São Paulo, além de residência em Urologia pela Casa de Saúde Santa Marcelina - São Paulo. Também Membro titular da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) onde possui importante Título de Especialista pela mesma Sociedade.

Ele alerta sobre os principais sintomas da doença que afeta importante parte da população masculina.

"A doença apesar de possuir alguns sintomas, pode ser silênciosa e em sua grande parte pode ser diagnosticada em um exame de rotina e suas chances de cura são inúmera vezes maior através de um diagnóstico precoce." Afirma o Dr. que atua com ênfase em endourologia, uro-Oncologia, videolapascopia, cirurgia robótica e andrologia.

"Os sintomas geralmente apresentados pelos pacientes estão mais relacionados ao aumento volumétrico da próstata (que não tem relação alguma com o aumento no risco de câncer de próstata), podendo ser dificuldade/esforço para urinar, jato urinário fraco, sensação de resíduo pós miccional ou até mesmo sangramento na urina. Os fatores de risco para câncer de prostata são: idade, raça negra e historia familiar. Tais fatores são, infelizmente, não modificáveis. Por isso a importância em se fazer o exame preventivo da próstata anualmente, mesmo que o paciente não apresente nenhum tipo de sintomas." Explica.

Recomenda-se de maneira geral que homens a partir de 45 anos de idade (caso tenha histórico familiar positivo da doença na família ou da raça negra) ou a partir de 50 anos (sem esse fator de risco), devam iniciar a rotina anual de visita ao urologista, independente de terem sintomas associados  a micção ou não.

 

Dr. Rodolfo José Favaretto Filho

 

 

VILLA MARIANA: RUA VERGUEIRO 1421 - 5º ANDAR - SALA 502 

TATUAPÉ: RUA SERRA DE BRAGANÇA 1055 - 11º ANDAR - CONJ. 1101 

SANTANA:RUA SALETE, 201 - 6º ANDAR - CONJ.  63

MOOCA: RUA LITUÂNIA, 288.

DAS 08:00 - 19:00H

 

Acompanhe pelas redes sociais:

Instagram @drrodolfofavaretto facebook Dr. Rodolfo Favaretto/

site: www.drrodolfofavaretto.com

 

Telefone para contato: (11) 3171-1701 / 4800-8900 / 96617-4421

 

Comentários
Programa Compartilha Brasil