Cultura - Viagem

Abram as alas...e os hotéis!

28 de Janeiro de 2018

 

Desde que Belo Horizonte entrou para o circuito do carnaval, o ramo hoteleiro da capital mineira passou a se preparar para receber os turistas foliões, apostando em mudanças e melhorias na arquitetura e interiores

Projetada pelo arquiteto Júnior Piacesi, esse é um dos 120 apartamentos do hotel Mercure Belo Horizonte Lourdes que foram revitalizados. Foto: Gustavo Xavier

O Carnaval de Belo Horizonte vem se tornando um dos grandes atrativos da capital mineira, atraindo milhares de foliões de todo o Brasil. Visando esse crescimento do turismo, alguns hotéis de Belo Horizonte e região metropolitana se preocuparam em transformar suas instalações em um espaço mais atrativo para seus hóspedes, investindo em reformas.

O arquiteto Junior Piacesi, responsável por diversos projetos no ramo hoteleiro, relata que os hotéis estão em busca de melhorias e de potencializar a experiência de seus usuários e explica como deve ser um projeto para este tipo de segmento. “A arquitetura tem que ser atemporal e precisa encantar, pois é o primeiro contato com o cliente dentro daquele negócio. Ela tem que conseguir criar uma experiência. Além da parte estética, tem também algumas coisas que envolvem a parte funcional e a parte legal. Por isso, os materiais têm que ser de uma durabilidade maior, por exemplo, por causa do grande fluxo do estabelecimento. Criamos um projeto, um layout, uma experiência e vamos adequando essa experiência dentro das necessidades funcionais e normativas que o hotel exige. A arquitetura precisa trazer para o hotel surpresa, aconchego, design e uma sensação de estar em um lugar diferente”, explica.

Um dos projetos de Junior Piacesi foi criado para o Mercure Belo Horizonte Lourdes. De acordo com o gerente geral do hotel, Rodrigo Mangerotti, as modificações do estabelecimento trazem uma atualização ao empreendimento para que o acolhimento e bem-estar de seus hóspedes sejam ampliados. “Em nosso projeto de retrofit, há uma transformação positiva em diversas áreas sociais como lobby, o restaurante Tellus, corredores e mais de 120 apartamentos. Os nossos empreendimentos possuem uma preocupação com renovação constante e todos os anos buscamos melhorias importantes no conforto e estrutura do hotel”, relata.

Para Rodrigo, o crescimento do Carnaval de Belo Horizonte tem sido uma grata surpresa para todos, inclusive para o hotel, que vem presenciando o aumento turístico na capital mineira, não somente nesta época do ano. “A cada ano evoluímos em ocupação e recebemos turistas de diferentes regiões, desde clientes do interior do estado, até de outros países. Nossa capital demonstra melhoria não somente nas datas festivas, mas, também, com diferentes atrativos culturais, turísticos e gastronômicos”, afirma.

O Hotel Royal Boutique Savassi também foi um dos que se prepararam para a chegada do Carnaval belorizontino, realizando um retrofit da entrada do hotel, com projeto de Piacesi. “Realizamos as manutenções prediais e, também, reparos e reformas que julgamos necessárias para garantir a segurança e aumentar a competitividade dos nossos produtos. Essas modificações foram realizadas em um mês, sendo que as instalações foram rápidas e muito eficientes”, relata a superintendente Paula Brant.

Segundo Paula, os últimos três anos foram de grande crescimento no aumento do turismo na época de Carnaval, em Belo Horizonte, e o hotel vem se beneficiando com essa nova rota carnavalesca mineira. “Temos elaborado promoções para o carnaval e acreditamos que a ocupação estará acima de 70%, podendo chegar a 100%”, encerra. 

Comentários
Programa Compartilha Brasil