Viver - Saúde

Instituto de Moralogia do Brasil promove Curso Intensivo

18 de Janeiro de 2018

Vivemos em busca de uma vida radiante, tranquila, motivadora e, sobretudo, feliz. Na prática, entretanto, as coisas não acontecem como esperamos. Doenças inesperadas, fracassos comerciais, decepções, ou mesmo mau-humor esporádico fazem parte da vida de qualquer um.

Há também o medo, a insegurança, a bronca, a inveja, a insatisfação, o inconformismo, a indignação com tudo que ocorre ao nosso redor, etc. e que aumenta o nível de stress de qualquer um.

Normalmente achamos que a culpa é dos outros, do vizinho, do chefe, da empresa, do governos, da corrupção, etc. e temos que “pagar o pato”. Mas a vida é única, não temos uma segunda chance.

Há – em meio a essas turbulências da vida – algum segredo para a conquista de uma vida realmente gratificante, feliz, de paz e tranquilidade interior? Segundo os conceitos da moralogia, ciência que analisa o homem de uma forma global e integrada à sociedade, existe sim.

O Instituto de Moralogia do Brasil promove entre os dias 25 e 28 de janeiro o 205º Curso intensivo de Moralogia em Mogi das Cruzes a todos os interessados em conhecer mais essa filosofia japonesa.

Vista aérea do Centro Educacional de Itapeti
Acervo Instituto de Moralogia do Brasil

MORALOGIA

Moralogia é uma ciência humana integral que analisa todos os campos do homem, da sociedade e da natureza, sob o ponto de vista da moralidade, contendo indicações úteis para a realização da felicidade das pessoas e da paz comunitária. 

A Moralogia teve origem nas difíceis circunstâncias vividas pelo jurista Chikuro Hiroike (1866-1938, Japão), em decorrência de grave enfermidade que o acometeu em 1912, logo após conquistar o grau de Doutor em Direito pela Universidade Imperial de Tóquio. Hiroike preocupou-se especialmente com o distanciamento entre a evolução espiritual e o desenvolvimento científico e tecnológico, resultando numa sociedade cada vez mais materialista e sistemas educacionais baseados também em valores meramente materiais. Mesmo com a saúde debilitada, resolveu dedicar-se inteiramente ao estudo das ciências humanas e sociais. E, após anos de sacrifício, concluiu em 1926 a obra Tratado da Ciência da Moral. Como subtítulo, Hiroike ainda acrescentou: “A primeira tentativa para estabelecer a Moralogia como uma nova ciência”. 

O termo Moralogia deriva da palavra latina, mores, plural de mos, que significa “moral” e o sufixo que vem da palavra grega loggia, significando “ciência”. A palavra portuguesa “moral” vem do latim morales, que é um adjetivo derivado de mos, que foi substantivado em português. Algumas pessoas no Ocidente podem julgar estranha esta combinação de elemento latino e de elemento grego loggia porque geralmente ambos os elementos derivam do grego quando são usados para indicar “ciência” como, por exemplo, antropologia, biologia, psicologia, etc. Hiroike conhecia esta regra, mas chamou a atenção para algumas exceções como mineralogia e sociologia. 

Os princípios que norteiam a Moralogia têm origem principalmente nos ensinamentos dos Grandes Mestres da Humanidade: Jesus Cristo, Buda, Confúcio e Sócrates. 

As pesquisas de Chikuro Hiroike visaram demonstrar que as práticas morais promovem o aperfeiçoamento do caráter e resultam na conquista do verdadeiro bem-estar e de uma felicidade duradoura. 

 

O CURSO ACONTECERÁ DO DIA 25 a 28 de janeiro

Local: Itapeti Center, Mogi das Cruzes

Início: 25 de janeiro às 10:00hs

Término: 28 de janeiro às 12:00hs

Inscrições: até 22/01 com os responsáveis das seccionais ou pelo telefone: 3834-489 (Sr. Asano)

Comentários
Programa Compartilha Brasil