Quinta-Feira | 18 de Janeiro de 2018 | 10h25

Mitos e verdades sobre a Bichectomia

 

Procedimento figura como opção para quem quer afinar o rosto

Cirurgia da moda e que realiza definitivamente o sonho de muita gente em ter o rosto afinado, a Bichectomia promove uma diminuição da bochecha, alterando de forma considerável o contorno facial do paciente. O procedimento é essencialmente estético e tem como resultando o ''efeito da marca do blush''. A intervenção é indicada também para redução da incidência acidental de mordidas frequentes na bochecha.

De acordo com a dentista Camila Dutra, especialista em Dentística e Estética Dental, a Bichectomia visa a remoção parcial ou total de uma bola de gordura da bochecha chamada Bola de Bichat. “Todos temos essa bola e não há problema em tirá-la porque não tem função. Ela pode ser grande por genética ou biotipo facial, como também pode ter seu tamanho aumentado devido a ganho de peso”, explica Camila.

A especialista ressalta que é feita uma avaliação de simetria da face antes da cirurgia, pois, não raro, o paciente pode ter um lado do rosto diferente do outro. Além, é claro, da necessidade da pessoa estar apta a se submeter ao procedimento em nível ambulatorial.

Como é a cirurgia

Após a anestesia local – como ocorre em procedimentos de rotina do dentista –, é realizada uma incisão menor que 1cm na bochecha por dentro da boca, removendo a bola de gordura e dando pontos em seguida, os quais são absorvidos pelo organismo. O processo leva de 30 a 45 minutos e o paciente fica consciente. Dra. Camila afirma, no entanto, que há a opção de sedação para quem tem algum tipo de fobia. “Não há qualquer tipo de cicatriz e a pessoa vai para casa no mesmo dia”, esclarece a dentista.

A recuperação dura, em média, de três a quatro dias. Camila diz que o repouso é importante nas primeiras 24 horas, além da aplicação de compressa gelada na região e ingestão de medicação prescrita pelo profissional. Neste curto período, a alimentação deve ser leve e de itens frios. A especialista alerta que pessoas mais sensíveis podem apresentar inchaço nos primeiros dias, um pouco de dor e dormência transitória na região.

É mito:

- De que o procedimento provoca flacidez na região da operação;

- Que o resultado seja revertido pelo organismo;

- Que é um procedimento que doi no pós–operatório;

- Que o benefício é somente estético: o procedimento é indicado para pacientes que se machucam porque mordem o interior da bochecha com frequência;

- que a bichectomia é indicada para remover ‘‘covinhas’’.

É verdade:

- Que a pele da região da cirurgia se adapta, assim como ocorre em uma lipoaspiração em outra parte do corpo;

- Que deve-se ingerir alim;entos leves e fazer repouso no dia do procedimento

- que o procedimento é rápido e realizado no consultório;

- que a cirurgia é realizada por dentro da boca;

- Que o procedimento é muito procurado tanto por homens, quanto por mulheres.

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.