Terça-Feira | 16 de Janeiro de 2018 | 10h9

A melhor velhice que o melhor amigo do homem merece

O homem, quando tem em casa um cãozinho idoso, tem por ele muito amor, cuidado, carinho e também preocupação.

Uma das causas que tira o sono do tutor é o fato da maioria desses animais em idade avançada mudarem seu comportamento de forma significativa. Na maioria dos casos, a síndrome que gera essas mudanças é a Síndrome da Disfunção Cognitiva (SDC).

Divulgação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conhecida também como o “Alzheimer Canino”; a SDC, é uma síndrome que acomete a os cães idosos independente de raça ou sexo. É uma desordem neurodegenerativa caracterizada por alterações cerebrais de razões ainda não conhecidas. Algumas vezes os sintomas são acentuados exigindo acompanhamento em tempo integral por parte dos tutores.

Os principais sintomas, são: desorientação, diminuição da interação social com os tutores e outros animais, alteração do ciclo de sono, as necessidades feitas em locais inapropriados, bem como, não realizar a higiene diária, incontinência urinária e/ou fecal, diminuição das atividades diárias, intolerância aos exercícios, alterações de apetite, vocalização excessiva, perda das obediências básicas, entre outras.

Apesar de não existir cura para a SDC, o acompanhamento pelo médico veterinário é imprescindível, para garantir que seu cão tenha uma velhice com uma melhor qualidade de vida, pois existem medicações bem como orientações sobre comportamento e rotina da casa, que o tutor pode seguir e garantir diminuição dos sintomas da síndrome, trazendo maior conforto na senilidade para seu amado amigo.

Fonte: Júlia Rassi Mariani, é Médica Veterinária, graduada pela Universidade Federal de Uberlândia. Atualmente faz o Curso de Atualização em Cirurgia de Tecidos Moles, na UNESP em Jaboticabal-SP. Atua na área de clínica médica e cirúrgica, na ClÍNICA VIP de especialidades veterinárias localizada na Rua Rui Barbosa 1782 em Ribeirão Preto-SP.

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.