Terça-Feira | 28 de Novembro de 2017 | 11h56

A MANCHA MAIS TEMIDA: MELASMA

O que são?!

São manchas escuras, amarronzadas em áreas da face: bochechas, testa, nariz e queixo; são as mais comuns.

O melasma pode ocorrer por causa de alterações hormonais durante a gravidez ou de exposição solar.

As mulheres são muito mais propensas do que os homens a desenvolver essa condição.

As manchas escuras de melasma aparecem mais frequentemente nas bochechas, na testa, no nariz e no queixo.

Nas mulheres, o melasma costuma surgir sozinho após a gravidez ou após uso prolongado de pílulas anticoncepcionais.

A Dra Priscila Camara de Camargo, dermatologista especialista em Face; estudiosa sobre o assunto melasma, está sempre à frente inovando para auxiliar no tratamento dessas manchas tão temidas.

Ela explica que: “ o melasma deve ser encarado como uma doença crônica de difícil controle, que não tem cura “.

A Dra Priscila Camara de Camargo ainda esclarece que passamos períodos do ano com a mancha controlada e períodos um pouco exacerbada; “ manchamos no verão e despigmentamos no inverno”, diz a Dra.

Ela nos alerta sobre o tratamento ser multifatorial, afirma que precisamos de:

  • Terapia oral combinada: cápsula do melasma (que contenham essencialmente - polipodium, oli ola e picnogel).
  • Nutrição balanceada: evitar alimentos verdes escuros, entre outros.
  • Tratamentos protocolados com cremes (manipulações e linha Cosmelan, dermamelan)
  • Aplicações de ácido tranexâmico com agulhas 
  • Microagulamento com Drug delivery aplicação do ácido tranexamico, melanoceuticals, entre outros.
  • Lasers como tecnologia Nano, visando a manutenção da pele já despigmentada.

Todos os tratamentos citados são realizados sob a supervisão da Dra Priscila Camara de Camargo na Clínica Camargo.

                                            
                                           Divulgação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O tratamento começa de “dentro” para fora da pele, deve se instituir protocolos de tratamentos individualizados para cada paciente de acordo com o grau da mancha apresentada, por isso na Clínica Camargo, só indicamos um tratamento após avaliação médica e mensuração da mancha em questão.

Divulgação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O paciente deve ter disciplina, se realmente quiser controlar sua mancha, deve seguir as orientações e os protocolos à risca.

Divulgação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E posteriormente, após totalmente despigmentado, deve tomar medicação oral por tempo indeterminado, visando reduzir a fase vascular da mancha. 

Priscila Camara de Camargo

A Dra Priscila Camara de Camargo sofre do problema de melasma e explica que isso à motivou ainda mais, buscar tratamentos inovadores.

“ Como portadora da doença melasma, sei exatamente o que deve ou não ser feito para o controle desse mal, sei inclusive o que não deve ser feito, rs”, afirma a dra, que já está com sua mancha controlada neste momento, graças à dedicação dispensada. 

 

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.