Quarta-Feira | 1 de Novembro de 2017 | 11h7

Semana do Jovem Eleitor começa na próxima segunda-feira

O alistamento eleitoral de jovens de 16 a 18 anos incompletos ganha destaque na Semana do Jovem Eleitor, que começa nesta segunda-feira (6) e se estende até o dia 10 de novembro, sexta-feira. A ação é uma iniciativa do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com participação de todos os regionais, e conta com a veiculação de campanhas de conscientização voltadas aos jovens no rádio, na TV e nas redes sociais. O maior diferencial é que, durante esta semana, os jovens nesta faixa etária podem fazer o título sem agendamento em todos os cartórios eleitorais e centrais de biometria do Estado. Para tanto, basta levar o RG original e um comprovante de residência recente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Embora o alistamento eleitoral seja facultativo para menores de 18 anos, a Justiça Eleitoral incentiva a pessoa com mais de 16 a exercer o direito de se alistar e ir votar, como forma de promover a cidadania, desenvolver o sentimento democrático e despertar no jovem o compromisso com a participação na vida política do país.

De acordo com dados do TSE, eleitores entre 16 e 17 anos representam atualmente pouco menos de 1% do eleitorado brasileiro. No Estado de São Paulo, representa apenas 0,54% de seu eleitorado atual. Segundo números do IBGE, a população brasileira com 16 e 17 anos soma cerca de 6.8 milhões de pessoas. Já o número de eleitores entre 16 e 17 anos é de somente 1.428,340 milhões, o que equivale a pouco menos de 20% do total de jovens nesta faixa etária. Ou seja, no país, até o momento, apenas um em cada cinco jovens para os quais o voto é facultativo tirou seu título e está habilitado para exercer este direito em 2018 – ano em que os eleitores votam para presidente, governador, deputado federal, deputado estadual e duas vezes para senador.

Para mudar esse quadro, a Justiça Eleitoral movimenta-se no país todo. No último dia 19, o TSE realizou o lançamento do projeto “Partiu Mudar – Educação para a Cidadania Democrática no Ensino Médio”. A iniciativa é fruto da parceria entre a Justiça Eleitoral, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e as Escolas Judiciárias Eleitorais (EJEs). Segundo matéria publicada no site da Corte, o projeto tem como objetivo contribuir para suprir a lacuna de educação política dos jovens.

Entre os paulistas, a 394ª Zona Eleitoral – Guarulhos firmou um convênio com duas escolas do bairro de Cumbica para receber seus alunos em idade de alistamento. Serão, ao todo, apenas na semana do jovem eleitor, três ônibus de estudantes que chegam para se alistar – jovens que já estão prontos para escolher seus representantes no pleito de 2018.

Quem quiser saber mais, clique aqui e confira a cartilha do jovem eleitor!

 

Serviço

Na semana do jovem eleitor não será necessário agendamento para os jovens com 16 e 17 anos. Após ela, o título eleitoral pode ser feito sem agendamento nos postos da Justiça Eleitoral do Poupatempo e, com agendamento, nos cartórios eleitorais.

Na capital, o posto de atendimento do Anhangabaú, localizado na Rua Falcão Filho, 121, funciona das 9h às 18h e tem capacidade para 800 pessoas.

Nos postos do Poupatempo, o atendimento ocorre também aos sábados, no período da manhã, e o dia todo de segunda a sexta-feira.

Nos cartórios eleitorais, o atendimento ao público ocorre das 12h às 18h, de segunda a sexta-feira.

Clique aqui para conferir os postos da Justiça Eleitoral no Poupatempo.

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.