Terça-Feira | 31 de Outubro de 2017 | 15h18

Os benefícios da drenagem linfática pós cirurgia plástica

 
O tratamento acelera o processo de recuperação da pele após o procedimento cirúrgico
 
A drenagem linfática é um procedimento muito procurado em diversas clínicas estéticas em todo país, pois traz benefícios em diversas situações, principalmente após a realização de cirurgias plásticas, estimulando uma melhor e mais rápida recuperação.
Depois de uma cirurgia plástica, tão importante quanto a própria cirurgia são os cuidados a serem tomados após ela, sendo a drenagem linfática uma etapa crucial do processo de recuperação, pois os tecidos manipulados durante a cirurgia podem gerar endurecimentos, fibroses e edemas que devem ser conduzidos por profissional devidamente habilitado.
A Fisioterapeuta Dermatofuncional Dra. Andressa Moraes, afirma que após ser submetido a uma cirurgia plástica é comum que o corpo humano retenha excesso de líquido, justamente por conta da operação. Por isso, é importante eliminar esse edema, o que também ajuda a eliminar toxinas. “A drenagem acelera todo o processo de recuperação e ainda pode ser realizada até mesmo duas vezes ao dia, para obter resultados mais rápidos”, destaca.
A drenagem linfática pode ser feita logo após a cirurgia plástica, mesmo que ainda haja pontos, dependendo da indicação médica. A drenagem deve ser leve, rítmica e sempre na direção dos linfonodos correspondentes. A quantidade de sessões necessárias para a total recuperação varia de acordo com o paciente, mas, normalmente, são recomendadas no mínimo 10 sessões.
 
Autoestima e conforto
 
Com a ajuda da drenagem linfática o paciente consegue voltar a suas atividades diárias mais rapidamente após a cirurgia. “Além de ajudar na cicatrização do pós-operatório, a drenagem ainda é importante para a recuperação da pele, o que contribui para uma melhor autoestima e mais conforto, pois o edema limita inclusive os movimentos do paciente”, explica Andressa, ressaltando ainda que a drenagem linfática pós-cirurgia plástica requer cuidados diferentes das realizadas com outros objetivos, como para tratamento de celulite, por exemplo.
Cabe ressaltar que a drenagem linfática pós-cirúrgica não é um procedimento isolado. Para potencializar os resultados, ela pode ser associada a aparelhos de estética, laser de baixa frequência, que ajuda na reabsorção do edema e nos hematomas, e até mesmo a alongamentos, para evitar fibroses. A importância da fisioterapia dermatofuncional nesse momento é para orientar a realização correta do procedimento, com foco em reestruturar o trauma sofrido pela pele. “Não tratar corretamente da pele após a cirurgia plástica pode acarretar em resultados não satisfatórios com a cirurgia, além de poder causar danos à pele. O ideal é começar os cuidados ainda no pré-operatório, para que assim os resultados sejam ainda melhores”, ressalta Andressa.
 
comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.