Terça-Feira | 10 de Outubro de 2017 | 18h50

AOS TEUS OLHOS

de Carolina Jabor com Daniel de Oliveira, terá première neste sábado no Festival do Rio

Longa em competição lança cartaz hoje

 

“Aos Teus Olhos”, segundo longa-metragem de ficção de Carolina Jabor (“Boa Sorte”) terá sua première neste sábado, 7 de outubro, às 21h40 no Cinepolis Lagoon. A sessão terá a presença da diretora e dos atores Daniel de Oliveira e Malu Galli. E no domingo, será realizada uma sessão com debate, às 16h no Odeon, com a participação da cineasta, e dos roteiristas George Moura e Lucas Paraizo.

Na trama, Daniel de Oliveira é Rubens, professor de natação infantil que um dia é acusado pelos pais de um aluno de ter beijado o filho deles na boca no vestiário da escola. Quando a acusação viraliza nos grupos de mensagens e redes sociais, mesmo as pessoas mais próximas a Rubens, como a diretora da escola e um colega de trabalho, ficam em dúvida sobre suas ações e intenções.

“É uma história cheia de ambiguidades em todos os pontos. Nos dias de hoje, a rapidez das redes sociais e troca de mensagens não deixa tempo para reflexão, o que é muito perigoso em certas situações”, diz a diretora. “O Rubens não consegue se defender e de repente é engolido pelo que acontece. Hoje em dia não há tempo para a dúvida, tudo vira comunicação. Na internet as pessoas acham que estão invisíveis, mas é preciso ter responsabilidade com o que se diz”, afirma Daniel.

O elenco reúne Marco Ricca, Malu Galli, Luisa Arraes, Gustavo Falcão, Stella Rabello, Pedro Sol e Luiz Felipe Mello.

O roteiro de Lucas Paraizo (da série “Justiça” e “Sob Pressão”) com supervisão de George Moura (“Redemoinho” e a série “Amores Roubados”)? é inspirado na peça ?original ?espanhola “O Princípio de Arquimedes”? ?de Josep Maria ?Miró.? O filme foi financiado com recursos públicos obtidos através da Chamada Pública BRDE/FSA PRODAV 06-2013/2014 e dos artigos 1 e 3-A da Lei do Audiovisual (Lei Federal nº 8.685/93)? ?. O filme é também inspirado pelo filme ??El Virus de la por” de Ventura Pons? igualmente baseado na peça original.  A produção é da Conspiração? Filmes com coprodução da Globo Filmes  e Canal Brasil.

SINOPSE

Rubens é um professor de natação infantil acusado pelos pais de um aluno de beijar o filho deles na boca no vestiário do clube. Quando a acusação viraliza nos grupos de mensagens e redes sociais da escola, começa um julgamento precipitado de Rubens sobre suas ações e intenções.

CAROLINA JABOR

Carolina Jabor lançou em 2014 seu primeiro longa-metragem de ficção, "Boa Sorte", estrelado por Deborah Secco e João Pedro Zappa, eleito melhor filme pelo júri popular do Festival de Paulínia e prêmio do público no Festival do Cinema Brasileiro de Paris.

Em 2008, em codireção com Lula Buarque de Hollanda, lançou o documentário “O Mistério do Samba”, sobre a Velha Guarda da Portela, selecionado para o Festival de Cannes e eleito melhor documentário no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro.

Na TV, assinou a direção de episódios da série “Magnífica 70” (HBO), sobre o universo da Boca do Lixo durante a ditadura. Produziu e dirigiu episódios da série “A Mulher Invisível” (Globo), ganhadora do Emmy Internacional na categoria série cômica. Dirigiu ainda “A sede do peixe”, especial sobre Milton Nascimento (HBO); e episódios das séries “Mandrake” e “Ó Pai Ó”.

Em 2017, vai assinar a direção de “Desnude”, série erótica de ficção baseada em depoimentos enviados pelo público, para o GNT. Também é uma das diretoras do "Free The Bid", iniciativa criada nos Estados Unidos com o intuito de ampliar o mercado de trabalho para as mulheres atuantes na área de direção de cena e produção.

 

DANIEL DE OLIVEIRA

Um dos grandes atores de sua geração, Daniel de Oliveira foi aclamado por público e crítica ao viver o cantor Cazuza na cinebiografia “Cazuza – O Tempo Não Para” (2004). Vieram depois outros papéis fortes como em “Zuzu Angel” (2006), “Batismo de Sangue” (2007), “A Festa da Menina Morta” (2008), “400 Contra 1” (2010), “Sangue Azul” e “Estrada 47” (2015).

“Aos Teus Olhos” é o seu 14º longa-metragem. Na TV, entre outros trabalhos, participou das séries “O Rebu” e “Nada será como antes”, ambas da Globo. Atualmente, vive o Victor da série “Os dias eram assim”.

 

Produção - Conspiração Filmes

A Conspiração é uma das maiores e mais completas produtoras de audiovisual do país em Publicidade, TV, Branded Content, Digital e Art+Music. Com 34 filmes lançados no cinema, é a produtora independente com o maior número de lançamentos, responsável por vários destaques como “Vai que Cola – O Filme”, "Os Penetras", "A Mulher Invisível" e "2 Filhos de Francisco". No portfólio da TV conta com títulos que são sucessos de audiência, como as séries “(Sob Pressão” (Tv Globo), “Magnífica 70” (HBO), “1 Contra Todos” (Fox) e “Detetives do Prédio Azul” (Gloob) e programas como “Superbonita” (GNT) e “Bela Cozinha” (GNT). Se destaca ainda no mercado publicitário: são mais de 5 mil filmes para marcas e agências nacionais e internacionais. Conta ainda com a Conspira+, núcleo que desenvolve e produz projetos de branded content, como a websérie "Madrugada Desperada", (criada para a marca de cerveja Desperados, apresentada por Fernanda Young, cujos vídeos somam mais de 3 milhões de views no Youtube); o videoclipe “O Rolê é nosso” com quase 20 milhões de views, estrelado pela rapper karol Conka; a websérie "aBRAçando o BRAsil" (criada para o Bradesco, que acompanhou a Tocha Olímpica pelo país e ultrapassou 12 milhões de views só no Youtube); canais autorais no Youtube como “Canal da Bela” (da chef e apresentadora Bela Gil), e “Canal Sensacionalista” (do famoso site de notícias fictícias). A Conspiração tem cerca de 200 funcionários, e três unidades: Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais.

 

Coprodução - Globo Filmes


Desde 1998, a Globo Filmes já participou de mais de 200 filmes, levando ao público o que há de melhor no cinema brasileiro. Com a missão de contribuir para o fortalecimento da indústria audiovisual nacional, a filmografia contempla vários gêneros, como comédias, infantis, romances, dramas e aventuras, apostando na diversidade e em obras que valorizam a cultura brasileira. A Globo Filmes participou de alguns dos maiores sucessos de público e de crítica como, ‘Tropa de Elite 2’, ‘Minha Mãe é uma Peça 2’ – com mais de 9 milhões de espectadores -, ‘Se Eu Fosse Você 2’, ‘2 Filhos de Francisco’, ‘Aquarius’, ‘Que Horas Ela Volta?’, ‘O Palhaço’, ‘Getúlio’, ‘Carandiru’ e ‘Cidade de Deus’ – com quatro indicações ao Oscar. Suas atividades se baseiam em uma associação de excelência com produtores independentes e distribuidores nacionais e internacionais.

Coprodução Canal Brasil

O Canal Brasil foi ao ar pela primeira vez no dia 18 de setembro de 1998. Com quase 20 anos de idade, um assunto importante continua como norte: a necessidade de se entender um país através da sua cultura. Com o cinema como parte expressiva desse DNA, o Canal Brasil já exibiu mais de quatro mil filmes, entre longas e curtas-metragens, ficção e documentários, além de programas que abordam o tema e suas infinidades.

 

O Canal Brasil tem um papel fundamental na produção e coprodução de longas-metragens, história que começou em 2008 com “Lóki – Arnaldo Baptista”, de Paulo Henrique Fontenelle, que mostrou a vida do eterno mutante. Agora em 2017, o canal ultrapassa a marca de 250 filmes. Sair do campo da exibição e partir também para feitura fez com que o Canal Brasil atingisse em poucos anos grande importância no cenário do cinema brasileiro recente. Entre os longas coproduzidos estão “Aos Teu Olhos” de Carolina Jabor, “Animal Cordial” de Gabriela Almeida; “Divinas Divas”, de Leandra Leal; “Não Devore o Meu Coração” de Felipe Bragança, “Pendular” de Julia Murat, “Berenice Procura” de Allan Fiterman, entre outros.

 

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.