Terça-Feira | 26 de Setembro de 2017 | 11h38

Anti-Diplomacia na ONU

Por Leonardo Reis

Terminou a 72ª sessão da Assembléia Geral da ONU (UNGA), que começou no dia 12 de Setembro, a ONU divulgou os temas discutidos sendo: Educação, Convenções Ambientais e Desenvolvimento Social, Comércio, Desenvolvimento Humano, Globalização, Tecnologia e Inovação, e Água e Saneamento. Até aí estava lindo...

Crédito: Eduardo Munoz/Reuters

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mas o que marcou essa semana, foi a primeira presença do presidente Donald Trump na ONU e a falta de dois líderes de grandes nações, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, já que no mês passado, o presidente Donald Trump assinou novas sanções contra a Rússia e o presidente do México, Enrique Peña Nieto, pela insistência de Trump em que o México pague pelo muro. As relações dos EUA com ambos os países estão tensas.

Crédito: Richard Drew

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O que mais faltou nesse encontro de diplomatas foi a diplomacia, o que marcou mesmo foi Trump em seu primeiro discurso na ONU, onde ameaçou a Coréia do Norte e zombou de seu líder com as seguintes palavras:

Os EUA "destruirão totalmente a Coréia do Norte" se forçados a se defender. Ele disse que enquanto os EUA têm "grande força e paciência", suas opções podem logo se esgotar. 

Trump também sugeriu que Kim Jong Un não poderia sobreviver a um ataque americano e ainda chamou o líder Coreano de "Rocket Man" Homem Foguete e disse ainda que "ele está em uma missão suicída". Isso tudo aconteceu na terça dia 19 de Setembro.

Créditos: Divulgação/Voa News

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No sábado, dia 23 de Setembro, foi a vez do ministro das Relações Exteriores da Coréia do Norte, Ri Yong Ho, fazer seu pronunciamento perante as Nações Unidas, ele respondeu com raiva às declarações do presidente dos EUA, Donald Trump, em que se referia a Kim Jong Un como "Rocket Man".

Ri Yong Ho disse que Trump fez um ataque de mísseis aos EUA inevitável ao insultar a dignidade da Coréia do Norte e ainda soltou essa: "Nada além do próprio Trump está em uma missão suicida, caso vidas inocentes dos EUA serem perdidas por causa desse ataque, culpem Trump".

Trump foi no Twitter na noite de sábado para responder às ameaças de Ri Yong Ho e deu essa tuitada:

Fonte: Twitter 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Acabei de ouvir o ministro das Relações Exteriores da Coréia do Norte falar na ONU. Se ele ecoou pensamentos do Pequeno Homem Foguete, eles não estarão por perto por muito tempo!"

Será que teremos mais uma guerra? 

Leonardo Reis é formado em Letras no Brasil, Jornalismo em Nova York e fez  Mestrado em Linguistica na Inglaterra, reside em Nova York onde trabalha como Professor Universitário e Correspondente.

Para mais informações visite: 

www.leoreisnyc.com

 

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.