Quinta-Feira | 7 de Setembro de 2017 | 14h54

Ribeirãopretano é o primeiro brasileiro a cruzar o Deserto do Atacama a pé

Depois de uma aventura de 25 dias resumidos em muito esforço, suor e dedicação, o ribeirãopretano Filipe Bermal se tornou o primeiro brasileiro a cruzar o Deserto do Atacama a pé. E tudo por uma boa causa. Foram 450 quilômetros de muita raça, em uma jornada histórica em prol da conscientização do uso racional de água. Não bastasse a distância, ele puxou um trenó de mais de 100 quilos, onde estava todo seu equipamento, durante o percurso.

Filipe se preparou na CrossFit Ribeirão

Para realizar tal façanha, Filipe se preparou na CrossFit Ribeirão. Ele explica que escolheu a modalidade com o objetivo de ganhar força e melhorar o condicionamento físico. “Iniciei uma preparação pesada, com treinos que simulavam a travessia e caminhadas que chegavam a dez horas seguidas. A equipe da CrossFit Ribeirão me deu todo o apoio”, comenta.

O Atacama é o destino mais seco do planeta, abriga o deserto mais alto do mundo, seu solo é comparado ao de Marte e a chuva segue rara por lá. Por isso a escolha de Filipe pelo local. “O povo daquela região aprendeu a conviver conscientemente com a escassez de água. Por essa razão, não teria lugar melhor para tratar do uso racional deste recurso tão importante. Queria chamar a atenção da população para o tema e mostrar que podemos mudar o mundo com pequenas atitudes”, destaca.

Filipe Bermal

O ribeirãopretano também fala sobre a experiência. “O Deserto do Atacama é um lugar fantástico. Nesses 25 dias, pude ver de perto o dia a dia do povo atacamenho. Foi uma das expedições mais difíceis que já realizei, não só pelo terreno, mas pelo fato de estar sozinho durante boa parte do trajeto. É uma experiência única. Quero motivar outras pessoas e mostrar que tudo é possível”, conclui.

Filipe tem 31 anos e atua com consultoria de viagens e expedições.

 

 
comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.