Quinta-Feira | 27 de Julho de 2017 | 10h11

DIA DO MOTOCICLISTA: BOSCH REFORÇA IMPORTÂNCIA DA SEGURANÇA NO TRÂNSITO

Graças à praticidade, preço e economia de combustível em relação a outros meios de transporte, a motocicleta está muito presente no trânsito das cidades em todo o mundo. No Dia do Motociclista, que é celebrado em 27 de julho, a Bosch reforça a importância de tecnologias e serviços que irão tornar a condução da moto mais segura e confortável, seja para uso profissional ou apenas a lazer.

Crédito: Alessandra Nascimento/Divulgação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Entretanto, vale ressaltar que uma condução segura começa antes mesmo do motociclista sair de casa. É importante que o usuário invista em um bom capacete e utilize calçados, jaquetas, luvas e calças adequadas com o objetivo de protegê-lo ao máximo em caso de quedas.

Além disso, o motociclista precisa estar atento ao trânsito em geral, observar buracos, bueiros e as más condições da pista que podem se tornar verdadeiras armadilhas. Nestes casos, é importante saber dosar a intensidade dos freios para evitar o travamento das rodas.

  TECNOLOGIAS EM PROL DA VIDA

  Para diminuir o risco de acidentes, especialmente em casos de frenagem bruscas, a Bosch desenvolveu um Sistema Antibloqueio de Frenagem (ABS) específico para motos, que permite que a frenagem ocorra de forma segura, já que a tecnologia evita que as rodas travem e possibilita que o piloto tenha maior controle da motocicleta durante a manobra.

Crédito: Alessandra Nascimento/Divulgação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A 10ª geração da tecnologia é hoje a mais nova solução da Bosch neste segmento. O dispositivo tem dimensões mais compactas e pesa apenas 450 gramas (cerca de 30% mais leve e 45% menor que a versão anterior, o ABS9). Essa nova versão do sistema ABS para motocicletas está ainda mais alinhada à demanda dos mercados emergentes, onde prevalece a presença de motos com até 250 cilindradas (cc). O modelo Kawasaki Versys-X 300 é o primeiro a ser produzido mundialmente com o novo ABS10 e, em 2018, o do Suzuki GSX-S125 também será comercializado com a tecnologia.

  O uso do ABS em motos é um passo importante no intuito de salvar vidas. No Brasil, a resolução de 2014 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) determinou o uso mandatório do dispositivo nas duas rodas para motos com cilindrada maior ou igual a 300 cc e em pelo menos uma das rodas para veículos menores que 300 cc. Neste último caso, o fabricante pode optar ainda pelo Sistema de Freios Combinados (CBS - _Combined Braking System_). A adoção passou a ser realizada de forma escalonada neste ano e a meta é alcançar 100% dos modelos disponíveis até 2019.

  Visando proporcionar uma direção ainda mais segura para os motociclistas, a Bosch também desenvolveu o Controle de Estabilidade para Motos (MSC), que é o ESP(R) para motocicletas. Trata-se de um sensor adicional que mede a inclinação real da motocicleta e permite que o módulo intervenha nas frenagens e acelerações, proporcionando uma condução mais segura mesmo em curvas com inclinação acentuada.

Outro desenvolvimento que visa proporcionar mais segurança é o _Side View Assist_ - assistente que usa sensores ultrassônicos para monitorar o perigo nos dois lados da moto - áreas de ponto cego do motociclista - para uma mudança de faixa mais segura.

  MANUTENÇÃO PREVENTIVA

  Além das tecnologias e sistemas de segurança já disponibilizados pela Bosch, é muito importante que o motociclista se conscientize sobre a importância de conferir o bom funcionamento de sua moto - principalmente dos freios - para circular com segurança no trânsito cada vez mais intenso das cidades. Segundo dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo) 8% do número total de acidentes com motos são causados por problemas com manutenção. Entre os itens com pior conservação estão os pneus, com 11% das ocorrências e os freios, com 7%.

Crédito: Alessandra Nascimento/Divulgação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estar atento às boas condições dos freios é fundamental e garante mais segurança e menor custo na manutenção do sistema. Entre os itens a serem observados está o fluído de freios, sendo importante levar em consideração a especificação correta para cada tipo de motocicleta.

A linha de fluido de freios para motocicletas da Bosch, que conta com as versões DOT 3, DOT 4 e DOT 5.1, atende às mais diversas necessidades dos clientes. O fluido de freio é um componente de segurança e sua atuação é de extrema importância para o funcionamento do sistema.

Assim, a aplicação de um fluido não adequado pode reduzir a eficiência da frenagem ou mesmo danificar o freio, podendo causar sérios riscos ao motociclista. Portanto, a orientação é sempre seguir as especificações do manual da montadora.

  Também é importante trocar todo o fluído de freio periodicamente. O hábito de completar o volume de fluído é incorreto e pode levar a falhas de frenagem, principalmente quando o sistema se encontra em temperaturas mais elevadas, em geral, quando o motociclista está em alta velocidade, o que pode gerar acidentes mais graves.

  O portfólio da Bosch para o mercado de reposição de duas rodas, além do fluído de freio também conta com linhas de baterias, buzinas e velas de ignição. No caso das velas, também é de grande importância a manutenção preventiva para evitar falhas e sobrecarga do sistema de ignição. As trocas devem ser feitas de acordo com a indicação do manual, porém a análise visual e manutenção é indicada a cada dois mil quilômetros.

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.