Sábado | 8 de Julho de 2017 | 12h42

ETERNA MEMÓRIA - PERCY AIRES

(28/01/1932 – 03/09/1992)

 

O eterno pai da pequena órfã

  

Percy Aires Loesch nasceu na capital paulista, e aos 20 anos de idade, em 1952, estreava no rádio como redator de programas na Rádio Cultura de São Paulo.

Logo se transformou em locutor pela sua boa voz e dicção perfeita e também foi para a televisão, onde estreou em 1954, na TV Tupi, onde fez o “TV de Vanguarda”; o “TV Comédia” e o seriado “Falcão Negro”.

O primeiro grande papel de Percy Aires foi em 1957 no seriado “Lever no Espaço”, na TV Tupi. Na década de 60, ele fez o principal papel do especial “Moulin Rouge, A Vida de Tolouse Lautrec”,e a partir daí se transformou em um dos rostos mais freqüentes da nossa televisão, participando de novelas nas TVs Tupi, Excelsior, Record e Globo.

Na TV Tupi, Percy fez nove novelas, entre elas: “Alma Cigana”; “Teresa”; “O Cara Suja”; “O Preço de Uma Vida” e “Os Rebeldes”. Na TV Record ele esteve em “A Última Testemunha” e foi o Dr. Sampaio de “O Espantalho”, novela de Ivani Ribeiro.

Pai de uma linda menina loura, Patrícia Aires, foi ele quem a indicou para fazer um teste, em 1968, que ela acabou vencendo, para interpretar a Toquinho da novela “A Pequena Órfã”, na TV Excelsior, que se transformou em um grande sucesso de público. Por um bom tempo, e apesar de uma carreira já sólida, Percy passou a ser chamado de o pai da Pequena Órfã.

Participou também do elenco da primeira novela educativa brasileira, “Meu Pedacinho de Chão”, vivendo o Padre Santo, e que foi produzida pela TV Cultura e pela TV Globo. Voltou para a TV Tupi onde fez parte da última versão de “O Direito de Nascer”, como Alfredo.

Depois de participar de alguns filmes como “O Santo Milagroso”; “A Pequena Órfã” e “Eu Compro Essa Virgem”, na década de 80 ele foi para o SBT onde esteve nas novelas “Destino”; “A Força do Amor”; “Conflito” e “A Ponte do Amor”.

Em 1983, Percy foi para o elenco da TV Globo, onde estreou revivendo o Padre Santo que havia interpretado em “Meu Pedacinho de Chão”, agora em uma nove versão de Benedito Ruy Barbosa, que recebeu o nome de “Voltei Pra Você”.

Ainda na TV Globo, ele esteve em “Partido Alto” de Aguinaldo Silva e Gloria Perez e em “Roda de Fogo”, onde viveu o general Hélio D’Ávila. Seu último papel na televisão foi na novela “Brega e Chique”, em 1987, como Justino, o marido autoritário de Lucy, personagem de Neuza Amaral.

No cinema, em 1988, Percy Aires viveu seus últimos personagens em dois filmes dos Trapalhões: “Os Heróis Trapalhões” e “Uma Aventura na Selva”. Com problemas de saúde, o ator faleceu em setembro de 1992, vitimado por uma hemorragia no estômago.

 

Foto 1 - Percy Aires na TV Tupi no final da década de 50

Foto 2 - Percy Aires e Rita Cléos em cena de O Cara Suja de 1965

Foto 3 - Com Fernanda Montenegro e Sérgio Cardoso na TV Tupi nos anos 60

Foto 4 - Patricia Aires, a filha de Percy, com Dionisio Azevedo em A Pequena Órfã

Foto 5 - O ator participou de mais de 30 novelas em várias emissoras

Foto 6 - Percy em cena de "Roda de Fogo", novela na TV Globo

 

 

 

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.