Sexta-Feira | 30 de Junho de 2017 | 12h39

Vários ritmos musicais brasileiros desfilavam às sextas na tela da Globo

Vários ritmos musicais brasileiros desfilavam às sextas na tela da Globo

 

Em março de 1978, a TV Globo lançava como parte da sua Sexta Super, um programa musical que trazia para o palco da emissora, todos os ritmos e estilos que invadiram o Brasil. Era o “Saudade Não Tem Idade”, com direção do sempre competente Augusto César Vannucci.

 

Exibido uma vez por mês, o “Saudade Não Tem Idade” começou promovendo um revezamento na equipe de produção, que mudava a cada temática escolhida. Também na apresentação houve uma alteração, com o ator Ney Latorraca e a cantora e atriz Marlene no comando dos primeiros programas, e depois a substituição de Marlene pela atriz e vedete Djenane Machado, que ficou ao lado de Latorraca até o último programa, que foi ao ar em setembro de 1979.

 

Na equipe de criação se revezavam nomes como Eloy Santos, Lafayette Galvão, Ruy Castro, Ruy Mattos e Paulinho Tapajós. E um dos pontos altos do programa foi justamente a união e a criatividade dessa equipe sob o comando certeiro de Augusto César Vannucci.

 

Outro acerto foi trabalhar com um tema diferente a cada edição, contemplando ritmos e estilos musicais tão diversos como o tango, o samba, o mambo, o rock, as marchinhas de Carnaval, a nossa MPB e temas de novelas, entre outros assuntos que pautaram os 18 programas levados ao ar.

 

A dupla Ney Latorraca e Djenane Machado, que já havia trabalhado junta na novela “Estúpido Cupido”, repetiu o sucesso conquistado na novela de Mário Prata e caiu imediatamente no gosto do público. Alegres, simpáticos e muito competentes, transformaram a apresentação do programa e dos temas em um grande espetáculo à parte.

 

A produção levava tão a sério ideia do programa, que para a gravação do tema “Tango”, uma equipe foi até a Argentina para pesquisar sobre Carlos Gardel e gravar várias cenas na própria capital do tango.

 

A história do rock no Brasil foi um dos programas de maior sucesso e audiência entre todos os produzidos nos 18 meses que a atração ficou no ar. O “Saudade Não Tem Idade”, foi um dos maiores acertos da TV Globo, na década de 70, na sua linha de shows.

Foto 1 - O programa era apresentado uma vez por mes, sempre às sextas-feiras

Foto 2 - Djenane Machado e Ney Latorraca formavam a dupla de apresentadores

Foto 3 - Virginia Lane trouxe as vedetes e os musicais no teatro de revista para o programa

Foto 4 - Djenane e Ney se vestiam de acordo com cada tema do programa

Foto 5 - A cantora e atriz Marlene tambem apresentou os primeiros programas

Foto 6 - Cauby Peixoto foi uma das atrações trazendo a música dos anos 50

Foto 7 - A cantora Rosemary também foi uma das atrações do programa da TV Globo

Foto 8 - O programa foi um dos grandes acertos da emissora nos anos 70

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

      

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.