Colunistas - Rodolfo Bonventti

Vários ritmos musicais brasileiros desfilavam às sextas na tela da Globo

30 de Junho de 2017

Vários ritmos musicais brasileiros desfilavam às sextas na tela da Globo

 

Em março de 1978, a TV Globo lançava como parte da sua Sexta Super, um programa musical que trazia para o palco da emissora, todos os ritmos e estilos que invadiram o Brasil. Era o “Saudade Não Tem Idade”, com direção do sempre competente Augusto César Vannucci.

 

Exibido uma vez por mês, o “Saudade Não Tem Idade” começou promovendo um revezamento na equipe de produção, que mudava a cada temática escolhida. Também na apresentação houve uma alteração, com o ator Ney Latorraca e a cantora e atriz Marlene no comando dos primeiros programas, e depois a substituição de Marlene pela atriz e vedete Djenane Machado, que ficou ao lado de Latorraca até o último programa, que foi ao ar em setembro de 1979.

 

Na equipe de criação se revezavam nomes como Eloy Santos, Lafayette Galvão, Ruy Castro, Ruy Mattos e Paulinho Tapajós. E um dos pontos altos do programa foi justamente a união e a criatividade dessa equipe sob o comando certeiro de Augusto César Vannucci.

 

Outro acerto foi trabalhar com um tema diferente a cada edição, contemplando ritmos e estilos musicais tão diversos como o tango, o samba, o mambo, o rock, as marchinhas de Carnaval, a nossa MPB e temas de novelas, entre outros assuntos que pautaram os 18 programas levados ao ar.

 

A dupla Ney Latorraca e Djenane Machado, que já havia trabalhado junta na novela “Estúpido Cupido”, repetiu o sucesso conquistado na novela de Mário Prata e caiu imediatamente no gosto do público. Alegres, simpáticos e muito competentes, transformaram a apresentação do programa e dos temas em um grande espetáculo à parte.

 

A produção levava tão a sério ideia do programa, que para a gravação do tema “Tango”, uma equipe foi até a Argentina para pesquisar sobre Carlos Gardel e gravar várias cenas na própria capital do tango.

 

A história do rock no Brasil foi um dos programas de maior sucesso e audiência entre todos os produzidos nos 18 meses que a atração ficou no ar. O “Saudade Não Tem Idade”, foi um dos maiores acertos da TV Globo, na década de 70, na sua linha de shows.

Foto 1 - O programa era apresentado uma vez por mes, sempre às sextas-feiras

Foto 2 - Djenane Machado e Ney Latorraca formavam a dupla de apresentadores

Foto 3 - Virginia Lane trouxe as vedetes e os musicais no teatro de revista para o programa

Foto 4 - Djenane e Ney se vestiam de acordo com cada tema do programa

Foto 5 - A cantora e atriz Marlene tambem apresentou os primeiros programas

Foto 6 - Cauby Peixoto foi uma das atrações trazendo a música dos anos 50

Foto 7 - A cantora Rosemary também foi uma das atrações do programa da TV Globo

Foto 8 - O programa foi um dos grandes acertos da emissora nos anos 70

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

      

Comentários
Programa Compartilha Brasil