Quarta-Feira | 21 de Junho de 2017 | 9h2

Avaliação: Triumph Street Twin a Rebelde Urbana para qualquer motociclista

Texto: André Garcia // Fotos: André Garcia e divulgação Triumph

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nascida em 1959 a Triumph Bonneville desde então só fez admiradores em todo mundo.

Com o estilo retrô (vintage) em alta aliado a lifestyle - aquele estilo de vida, mais, digamos despojado sem abrir mão do que é bom e às vezes bem caro, o que não é o caso, a Street TWIN é uma opção para enfrentar o caótico trânsito com muita segurança. É sem dúvida uma excelente alternativa para mobilidade urbana.

Leve, esguia, baixa - é possível, quem tem 1,65 de estatura, colocar os dois pés no chão, fácil de pilotar, transmite docilidade e segurança na pilotagem.

Algo que chama atenção é que se no final da década de 50 a preferência era pelo brilho, o fosco impera no produto e deixou a “Bonne” linda, o que poderia ser mais reluzente, se tornou uma belo par de escapamentos em aço escovado, tremendo bom gosto visual e para os ouvidos em baixa ou alta rotação.

Ao sentar o piloto já nota a boa ergonomia, botões do punho nos seus devidos lugares, com exceção do pisca-alerta que está no punho do acelerador, quem me conhece sabe que entendo ser ideal no punho esquerdo, todos os comutadores são ativados pela ponta dos dedos - excelente tato, o lampejador de farol alto é perfeito.

Triumph Bonneville Street Twin oferece atrativos para homens, mulheres, experientes e inexperientes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A pilotagem é relaxada, pernas levemente recuadas, o banco depois de uns 100km torna-se durinho, a suspensão (dianteira com curso de 120mm, 41mm de diâmetro e traseira  bichoque com curso de 120mm com ajuste de pré-carga)  está bem calibrada, todavia, achei que a traseira que vem com configuração no mais “mole”, no último ou primeiro nível, mesmo só com o piloto chega ao final de curso nas esburacadas ruas de São Paulo, por outro lado na rodovia se mostrou perfeita, mesmo em trechos de curvas como Morungaba. Talvez quem ande com muita garupa, seja necessário o ajuste, não gosto de mexer na moto de avaliação para avaliar o que é entregue pela fábrica. 

Útil conector USB para carregar o celular, pena que não cabe embaixo do banco

 

Algo que chama atenção durante a pilotagem dessa bicilíndrica de 900cc com refrigeração líquida, 8 válvulas, SOHC ou comando simples de válvulas no cabeçote, com injeção eletrônica, 5 marchas bem escalonadas cujos câmbio engata suave e precisamente e embreagem leve anti deslizante (explico: evita travamento da roda traseira em redução, digamos, drástica), freios ABS, controle de tração e acelerador eletrônico - ride by wire, é a sensação de segurança de toda essa tecnologia com a perfeita ciclística: leve em baixa velocidade ou em manobras, precisa para onde o piloto apontar em baixa, média ou alta velocidade.

Além de andar bastante no trecho urbano, uma trip para melhor avaliação

Alta velocidade entenda cerca de 120km/h, não é moto para tocada mais rápida, não que negue fogo, aliás, essa moto proporciona uma tocada deliciosa em trecho urbano ou em rodovia, mas o tempo todo em uma curtição única dado ao som dos belos escapes e o pulsar do bicilíndrico, nada de vibração que incomode. Está na mão o tempo todo, em qualquer rotação e marcha escalonada.

Como o título remete, é, sem sombra de dúvida alguma, uma moto para inexperientes e experientes: a Street Twin tem duplo caráter e fica a critério do piloto: uma inglesa recatada a lhe servir o chá das 5 ou uma inglesa punk a lhe proporcionar muita emoção ao som de de rock emanado pelo duplo escape em aço escovado.

Apesar de seu elevado torque, sua docilidade é tanta que um motociclista com menos experiência, saído de uma moto de baixa cilindrada, pode se dar esse presente, é grande a responsabilidade com tal afirmação, dado minha ligação com segurança viária, mas não posso me furtar, quando o produto é, realmente, muito bem acertado e com farta tecnologia que dá essa garantia como o controle de tração, que pode ser desligado, e o sistema ABS que está muito bem dosado e não pode ser desligado.

Café para mim e pinga para os amigos. Recomendo: Doce Arte Café em Socorro/SP

Completa o visual as belas rodas em liga leve de 10 raios, o painel harmônico  trazendo todas as informações:   hodômetro, consumo médio e instantâneo, autonomia de combustível, nível de combustível, marcha engatada, relógio, controle dos sistemas ABS e tração on/off, opcionalmente preparado para pressão de pneus, controle de cruzeiro e aquecimento de manopla.

Embaixo do banco acesso a USB para carregar celular, que precisei utilizar, bem útil por sinal.

No segmento,  a Street Twin conta com concorrentes de peso, mas diante do lançamento da irmã Scrambler, passo a entender que a Ducati Scrambler Icon não é mais a sua concorrente direta, assim como, devo ser sincero que por quase R$ 2mil reais a menos, já com garupa, pouco calor emanado do motor, mesmo em trânsito pesado, transmitindo tanta simpatia como a Harley Davidson 883, essa Bonneville se torna muito atraente como um produto de entrada das clássicas suprindo todo desejo do perfil de cliente masculino ou feminino, aliás, digno de nota é a quantidade de mulher pilotando Bonneville e não tenho dúvida que pelos motivos já elencados: leveza, conforto, pilotagem intuitiva, ciclística e tecnologia a benefício da segurança. Não poderia esquecer a Kawasaki Vulcan 650 S, pouco mais barato, que apesar de um belo produto, não tem o mesmo glamour.

Pior consumo: 17km/l, melhor consumo: 27,11km/l

Por fim, a Triumph ainda oferece uma enorme gama para customizar e deixar Street Twin com a cara de seu feliz proprietário(a), além de um pós-vendas nota 10 que levou a marca a ganhar pela 4º ano consecutivo o prêmio “Satisfação do Cliente” da revista Motociclismo, que se traduz em um atendimento rápido com farta reposição de peças, ou seja, a moto fica pouco tempo parada em oficina, além de um preço competitivo e alinhado com o mercado. Justo falar de seguro, no meu perfil, não passou de R$ 1.300,00 (mil e quinhentos reais) para cidade de São Paulo.

Ficha técnica, mais detalhes, preço, cores, click aqui e visite o site.

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.