Sexta-Feira | 14 de Abril de 2017 | 12h17

ETERNA MEMÓRIA - OLDER CAZARRÉ

(16/01/1935 – 26/02/1992)

 

A trágica morte de um grande ator cômico

Older Cazarré ou simplesmente Cazarré, era gaúcho de Pelotas e veio de uma família de grandes artistas. Seus pais eram o ator Darcy Cazarré e a linda e talentosa Déa Selva, estrela do clássico “Ganga Bruta”.

Filho de atores que estavam sempre trabalhando nos palcos e nos sets de filmagens, Cazarré estreou aos dois anos de idade no filme "O Bobo do Rei". A partir de 1956 desenvolve uma carreira constante no cinema, participando de 15 filmes, na maior parte comédias.

Nessa mesma época estreou na televisão participando, na TV Tupi, no "TV de Vanguarda" e depois no “TV de Comédia”, onde se tornou um dos atores preferidos do diretor Geraldo Vietri.

Os primeiros filmes na sua fase adulta foram: Samba na Vila”; “Sai de Baixo”; “Chico Fumaça”; “O Detetive Bolacha Contra o Gênio do Crime”; “A Superfêmea”; “O Supermanso”; “O Sexualista”; “O Quarto da Viúva” e “Pintando o Sexo”.

Sua participação na televisão ganhou maior destaque quando foi convidado para fazer a primeira novela: “Hospital” em 1971 na TV Tupi. Na emissora paulista ficou como contratado por oito anos e fez mais oito novelas: “Na Idade do Lobo”; “O Conde Zebra”; “O Machão”; “O Sheik de Ipanema”; “Vila do Arco”; “O Julgamento”; “Canção Para Isabel” e “Cinderela 77”.

Em 1979, Cazarré foi contratado pela TV Globo, onde se dividiu entre participações nos programas de Chico Anysio, onde também trabalhava o irmão dele, o também ator Older Cazarré e nas novelas.

Na TV Globo ele fez seis novelas: “Feijão Maravilha"; "O Amor é Nosso"; "Ti-ti-ti", "Fera Radical"; "Direito de Amar' e “Rainha da Sucata”. 

Passou pela TV Cultura onde gravou a novela “Pic-Nic Classe C” e foi também um dos grandes nomes da dublagem brasileira, emprestando sua voz para personagens como Zé Colméia, Dom Pixote, o Gênio do “Manda Chuva”, o Henry Órbita de “Os Jetsons”e o Chacal de “Thundercats”, entre muitos outros.

Cazarré nos deixou em fevereiro de 1992, aos 57 anos de idade, em plena atividade, havia acabado de gravar um filme com os Trapalhões, e de forma trágica. Ele dormia com a janela aberta em seu apartamento no Rio de Janeiro, quando foi vitimado por uma bala perdida que veio de um tiroteio no Morro do Pavãozinho, que ficava muito perto da sua casa.

Foto 1 - Cazarré e Sebastião Campos em O Conde Zebra de 1973 na Tupi

Foto 2 - O ator no cinema em cena de "A Super Fêmea" de 1973

Foto 3 -  Em brilhante caracterização na novela "O Machão" de 1974 

Foto 4 -  Cazarré foi presença constante no cinema. Aqui em "O Sexualista"

Foto 5 - Com Rogéria e Agildo Ribeiro em cena de "O Sexualista" de 1975

Foto 6 -  Com a cantora Vanusa em cena de "Cinderela 77" na TV Tupi

Foto 7 -  Com Felipe Carone na novela "Feijão Maravilha" na TV Globo

Foto 8 -  Um dos últimos trabalhos foi na novela "Fera Radical" na Globo
comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.