Cultura - Música

Concerto com Arthur Moreira Lima

31 de Março de 2017

Considerado uma das mais importantes personalidades da nossa cultura, Arthur Moreira Lima, desembarca no Tennis Country Club de Ribeirão Preto, no próximo sábado, dia 1 de abril, as 21 horas.

O pianista projetou-se internacionalmente no Concurso Chopin de Varsóvia, laureou-se também nos Concursos de Leeds (Inglaterra) e Tchaikovsky (Moscou). Desde então, Moreira Lima tem feito turnês em todos os continentes, lotando as principais salas de concertos do mundo. Evento imperdivel!

 

                 Concerto

Dia 1 de abril, as 21 horas ( sábado)

Tennis Country Club  de Ribeirão Preto

Endereço: R. Carlos Rateb Cury, 311 - Distrito de Bonfim Paulista, Ribeirão Preto

Telefone:(16) 3623-0505

Valor R$ 125,00 ( sócios e não sócios)

 

 

                   Compra de Ingresso

- Tennis Country – com Armando Codesido

  Endereço: RUA Carlos Rateb Cury, 311 - Distrito de Bonfim Paulista

Telefone:(16) 3623-0505

 

 

- Renata Calil Eventos e Viagens

  Endereço: Rua São José, 1766 - Jardim Sumare

  Telefone: (16) 3877-1750

 


Entre as orquestras e os regentes famosos com quem já se apresentou, estão as Filarmônicas de Leningrado, Moscou, Varsóvia, Sinfônicas de Berlim, Viena, Praga, BBC de Londres, National da França, sob a direção de Kurt Sanderling, KiriIl Kondrashin, Mariss Jansons, Serge Baudo, Jesus Lopez-Cobos, Sir Charles Groves, Vladimir Fedosseyev, Rudolf Barshai... 

A crítica mundial o considera extraordinário intérprete do grande repertório romântico e não tem poupado elogios à beleza da sua sonoridade e ao seu grande virtuosismo. A revista LA SUISSE chamou Moreira Lima "O Pelé do Piano", a crítica americana elegeu sua gravação dos Noturnos de Chopin "o mais importante registro pianístico do ano", e o famoso crítico londrino Dominic Gill do FINANCIAL TIMES escreveu "Moreira Lima sabe tudo sobre o piano romântico, fazendo seu instrumento falar". 

Nascido no Rio de Janeiro, Arthur Moreira Lima começou a estudar piano aos seis anos, e já aos nove tocava um concerto de Mozart com a Orquestra Sinfônica Brasileira. Seus mestres foram Lúcia Branco (Rio de Janeiro), Marguerite Long (Paris) e Rudolf Kehrer (Conservatório Tchaikovsky de Moscou). 

Em seu trabalho de resgate e difusão das raízes culturais brasileiras, Arthur Moreira Lima foi solista da primeira audição do Concerto n. 1 de Villa-Lobos no Japão, Rússia, Áustria e Alemanha. Foi também o pianista que fez reviver a obra de Ernesto Nazareth. Por seu trabalho discográfico no Brasil, recebeu por duas vezes consecutivas o Prêmio Sharp (1989 e 1990).

 

Comentários
Programa Compartilha Brasil