Quinta-Feira | 16 de Março de 2017 | 21h48

Secretário de Segurança Pública de SP

Índice de crimes patrimoniais aumentou 5.1% no Estado em 2016

Texto - César de Holanda

No Cartão de Visita do próximo sábado (18/03/17), o Secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, Mágino Alves Barbosa, é o entrevistado de Débora Santilli, às 22h45, na Record News.

Crédito: Karina Lajusticia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Procurador de Justiça com experiência na área criminal, o secretário detalha questões como o papel da Lava Jato para o futuro do país, a ascensão do antecessor Alexandre de Moraes ao STF e a relação entre política, economia e criminalidade.

- Não há como dissociar a crise econômica com alguns índices, tenho plena certeza em relação a essa questão. Os crimes patrimoniais, por exemplo, apresentaram um aumento no último ano. Algo em torno de 5.1%. Por outro lado, fico extremamente satisfeito com a redução exemplar no número de homicídios em 2016. Reduzimos as 13 mil mortes por ano, em 2001, para 3,6 mil mortes no ano passado. Mas, ainda podemos reduzir esses números e este é o empenho dos 117 mil homens e mulheres que fazem parte da instituição, afirma o secretário.

Com postura firme em relação a vários assuntos, Barbosa faz, ao longo da entrevista, revelações emocionadas sobre a importância da família, o desafio do combate as drogas no Estado e a tristeza profunda que sente ao entregar uma bandeira do Brasil aos familiares de policiais mortos durante o exercício da função.

O Cartão de Visita vai ao ar aos sábados, às 22h45, com reprise aos domingos, às 8h, sintonizada pelos canais: 55 Vivo TV, 78 Net, 32 Oi TV, 14 Claro, 179 Sky e 134 GVT, além do 42 UHF. 

comentar

últimos comentarios
Solicitar a nomeação dos peritos da Polícia técnico científica do concurso de 2013 integralmente. Sem fracionamento.

Por: Tutto

De: São Paulo Data e hora: 19/03/2017 - 22:26:51

toda a confusão no concurso de 2013 é fruto do descaso?

Por: joari normando

De: Rio de Janeiro Data e hora: 19/03/2017 - 12:37:15

Gostaria de saber o motivo pelo qual o ssp não se preocupa com a polícia científica e civil? 40% DOS CARGOS DE PERITO CRIMINAL DO ESTADO DE SP ESTÃO VAGOS HOJE. HÁ CENTENAS DE MILHARES DE LAUDOS DE PERÍCIA ATRASADOS POR DEVIDO À FALTA DE PESSOAL. SEM PERÍCIA CRIMINAL NÃO HÁ INVESTIGAÇÃO E A TAXA DE SOLUÇÃO DE CRIMES EM SP HOJE BEIRA OS PÍFIOS 4%. QUEM PAGA O PATO É VOCÊ CIDADÃO QUE CONVIVE COM A IMPUNIDADE. As polícias técnico-científica e civil do Estado de São Paulo estão morrendo por falta de efetivo. A carência de profissionais nestas instituições afeta diretamente a população. Corpos estirados nas ruas por horas à espera de equipes de perícia, crimes arquivados por falta de investigadores de polícia para esclarecê-los!!!! Não admitimos mais tamanho desrespeito. Não nos calaremos diante deste desprezo com a segurança pública e com a população. NÃO QUEREMOS MAIS FRACIONAMENTOS NAS NOMEAÇÕES de concursos realizados há mais de 3 anos. O crime não é fracionado. SÃO PAULO PRECISA DESTAS NOMEAÇÕES, SEGURANÇA PÚBLICA É UM DIREITO DA POPULAÇÃO E UM DEVER DO ESTADO.

Por: Amanda pinheiro Machado Teixeira

De: Mogi das Cruzes Data e hora: 19/03/2017 - 11:35:36