Terça-Feira | 21 de Fevereiro de 2017 | 13h40

São Paulo - Curitiba pela Serra Rastro da Serpente

Foto que não pode faltar da aventura

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Viagem de duas rodas que separa os Meninos dos Homens

Emenda de feriado de 22 de abril de 2016, esposa ia trabalhar, eu com uma BMW R 1200GS na garagem não podia ficar em casa com a molecada.

Sai de casa às 5:40 da madrugada, completei o tanque no Posto Graal da Castelo Branco e rumei para Capão Bonito, mas dado o horário, 8 da manhã, o Porthal Rastro da Serpente estava fechado, abasteci no BR ao lado e tome estrada.

No posto BR, onde abasteci, o Porthal infelizmente fechado

O dia prometia: seco, temperatura amena, céu de brigadeiro, todavia, a rodovia requer atenção: do Graal até o Capão Bonito a estrada é boa, bem sinalizada, excelente pavimento, quase toda em pista dupla ou duplicada.

De Capão Bonito até Apiaí no Morro do Ouro (na rodovia a direita sentido Curitiba), são cerca de 109km, a estrada é simples, pavimento regular para ruim com pequenos trechos de excelente asfalto com poucas retas e cheia de curvas.

O Parque Municipal Morro do Ouro dentro do município de Apiaí, faz parte do PETAR (Parque Estadual Turístico Alto do Ribeira) protegida como patrimônio da humanidade pela UNESCO, por abrigar mais de 300 cavernas e a maior porção de Mata Atlântica preservada no Brasil.

A parada no Morro do Ouro vale a pena por várias razões: pela beleza natural, pela história, pela hospitalidade e para matar a sede em bica natural de água potável e fresca. Ainda entrei em um bar, pedi um café, servido em copo americano e na hora de pagar, o dono disse ser cortesia.

Durante o trajeto você cruzará com muitos automóveis, caminhões , claro, motos que estão sentido Capão Bonito/SP e na parada, possivelmente, encontrará outros motociclistas ou motoqueiros (é a mesma coisa) com direito a bater papo e aquela famosa mãozinha para fotos. No dia o parque estava praticamente vazio, mas os comerciantes afirmaram sei “point” das motos e que lota aos finais de semana e feriado.

Lugar com muita história

O Morro do Ouro onde foi criado o Parque, já beira 250 anos e como o próprio nome leva a crer, houve grande exploração do metal precioso. Vale a pena andar, percorrer o local. Para saber um pouco da história click aqui no site oficial de Apiaí e aqui no site PETAR info, sendo possível, também, obter dicas de passeios e hospedagem clicando aqui no PETAR online.

O que achei muito bacana ao parar no Parque Morro do Ouro é a receptividade para com o turista de duas rodas, já que há local específico na frente do parque para estacionar a moto.

Continuando a trip, são mais, cerca, 160 km até Colombo/PR quando o motociclista tem certeza de ter vencido em cerca de 270km mais de 1250 curvas, ao menos é o que consta relatado no Porthal do Rastro da Serpente, isso mesmo, mil duzentos e cinquenta curvas em cerca de 270km, sendo o que para mim foi segundo trecho, já que parei no Parque do Morro do Ouro, o que requer mais atenção, seja pela quantidade infindáveis de curvas, poucas retas e trechos ruins de asfalto.

Depois de percorrer kms, água fresca

O Rastro da Serpente podia também ser chamado de Slalom.

Durante todo o trecho antes e depois do Parque Morro do Ouro, perdi tempo com paradas repentinas, dado o alargamento da via, novo pavimento e infelizmente a construção de pedágios. Não entendo a obra ser realizada pelo DER com dinheiro do nosso IPVA e depois privatizada para cobrança de pedágio. Se ao menos fosse o inverso, seria razoável.

Quando terminei o Rastro da Serpente rumei para a Serra da Graciosa, apesar do adiantar da hora, a ideia era almoçar um barreado em Morretes, todavia, o tempo fechou com neblina, cuja visibilidade era de no máximo 5 metros e chegando no mirante a Polícia Rodoviária tinha fechado a pista para socorrer um acidente e pedindo para não arriscar a descida mesmo quem estava de automóvel.

Voltei e rumei para São Paulo, via BR 116, parando mais duas vezes: uma só para abastecer a moto e outra para abastecimento do piloto e da moto.

Cheguei em casa por volta das 18:30 horas, quase 13 horas depois da saída, feliz e de alma leve, coisas que nenhum psiquiatra ou psicólogo conseguem explicação, mas só quem pilota uma motocicleta entende.

Chegando, o parque fica logo depois desse portal

Ainda bebendo um café no Graal Petropen iniciei uma reflexão que terminou em casa, regado a vinho: fazer o Rastro da Serpente é fantástico, todavia, requer muita concentração, a menor distração há risco de invadir a pista contrária e vi isso acontecer, do nada, com alguns motociclistas que não estavam em velocidade alta, no mesmo sentido e contrário ao que percorria.  

Não é um passeio para fazer “MotoGP” e afirmo isso diante das inúmeras cruzes ao longo da via, onde vale o aviso. Alta velocidade em todo o trecho é praticamente suicídio, há curvas negativas, isso mesmo em declive rumando para a ribanceira.  

Aqui vale a afirmação de que esse passeio separa “Meninos de Homens”:

- Meninos têm medo, mas não agem – Homens têm medo e mesmo assim agem;

- Meninos reagem às situações – Homens pensam, ponderam e agem e até se previnem;

- Meninos acham que vai dar tudo certo – Homens sabem que existem limites e consequências;

- Meninos são irresponsáveis – Homens assumem compromisso;

- Meninos zombam da vida e coloca outros em riscos; Homens saem da zona de conforto e aceitam desafios;

Subida qe vale a pena

- Meninos querem sem espertos - Homens são firmes e posicionados;

- Meninos são egocêntricos e querem tudo ao seu jeito – Homens fazem o que deve ser feito;

- Meninos acham o que querem da vida – Homens tem uma visão clara da vida. (Ideias da obra do psicólogo Frederico Mattos, modificado por este que escreve)

Portanto, andar em uma rodovia que mais parece slalom sem área de escape, com verdadeiras ribanceiras, requer mais do que atenção, requer deixar o ego no armário de casa e curtir o belo passeio, mostrando maturidade e o quanto ser Homem ou Mulher o bastante e voltar para casa.

Não recomendo outra moto que não seja Big Trail (R 1200GS, ST 1200, Ducati MTS Enduro etc...) Ou na pior das hipóteses uma Crossover (Yamaha Tracer, S 1000XR, Ducati MTS1200, Versys 1000 ou 650, etc), todavia, emendas e especialmente buracos em roda raiada é difícil ocorrer algum dano. Todavia, tudo depende do espírito, vi custom, maxi-scooter, naked...mas é minha opinião e confesso que longas distâncias, só faço com moto adequada nos estilos que mencionei.

Foram 5 paradas, dado a manutenção da rodovia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nesse passeio, a BM foi perfeita em conforto e autonomia.

Para ver todas as fotos, acesse aqui

Um bate e volta de quase 900km. Isso se chama MOTOTERAPIA!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leia avalição da  BMW R1200GS, clicando aqui

 

comentar

últimos comentarios
Não houve discriminação com qualquer moto. Só uma recomendação e opinião minha e não leram no texto: \"Todavia, tudo depende do espírito, vi custom, maxi-scooter, naked...mas é minha opinião e confesso que longas distâncias, só faço com moto adequada nos estilos que mencionei\"

Por: André Garcia

De: São Paulo Data e hora: 06/03/2017 - 11:58:26

Não entenderam o recado de Segurança. A rodovia do ponto de vista de Segurança Viária é um lixo!Apesar de LINDA!

Por: André Garcia

De: São Paulo Data e hora: 06/03/2017 - 11:57:21

Separar Meninos de Homens não está ligado a MOTO, mas a VOLTAR PARA CASA. Isso é muito claro.

Por: André Garcia

De: São Paulo Data e hora: 06/03/2017 - 11:56:07

Triste em ver como os que se julgam motoclistas/motoqueiros tem preconceito e PIOR não sabem interpretar um texto..rs

Por: André Garcia

De: São Paulo Data e hora: 06/03/2017 - 11:55:13

Já fiz de HD / suzuk Marauder / GSM 800 / hoje estou de tenere 250 e faço com uma mão só. Você é um coxa preconceituoso e sem noção do que é ser motociclista. Mano. O texto infeliz duca!

Por: Alexandre Silveira

De: SAMPA Data e hora: 05/03/2017 - 13:39:24

Essa viagem separa menino de homens? Oi?? Gargalhadas... Toneladas de Nutella pra vc.

Por: Alexandre

De: São Paulo Data e hora: 04/03/2017 - 13:59:09

Mas um daqueles \"jornalista\" de veiculos que ganham por fora de marcas de moto ou carro para fazer materias e \"puxar sardinha\" pra uma marca ou modelo especifico! A gente pode xingar a mãe dele, mas ele ta feliz por ganhar o miguê!

Por: Leandro Peixoto

De: Rio de Janeiro Data e hora: 04/03/2017 - 11:37:11

Minha opinião, essas motos sitadas são para meninos. Brincadeiras à parte, acredito que cada motociclista tem a sua cara metade também no quesito motocicleta, assim como a sua são as big trail, as minhas são as custons etc etc. Não dá para afirmar isso ou aquilo. Mas vlw, excelente matéria.

Por: William Dias

De: Cornelio Procopio Data e hora: 04/03/2017 - 07:15:15

apaga que ainda dá tempo

Por: Leandro

De: São Paulo Data e hora: 03/03/2017 - 21:25:41

Fiz o Rastro da Serpente dia 24 /02/17 mais serra da macaca e graciosa. Com uma Biz 125 cheia de bagagens e com a patroa na garupa :D tranquilíssimo... #DesatinadosMotoCasal

Por: Junior

De: Rio do Sul SC Data e hora: 03/03/2017 - 20:58:16

Gostei do convite do amigo então proponho o meu: Estou indo do Rio de Janeiro a Belém, passando pela transamazônica e voltando pelo litoral. Vou de Ténéré 250cc. Ops... Você não vai querer se misturar.

Por: Flávio Queiroz

De: Rio de Janeiro Data e hora: 03/03/2017 - 17:57:17

Um texto pobre e preconceituosos. Vale lembrar que motociclismo é irmandade. A melhor moto pra viajar é a que você tem! Abraço.

Por: Fabrício

De: Belo horizonte Data e hora: 03/03/2017 - 17:51:40

Rodei 630 km em um dia numa motinha de menino uma tenere 250 sendo que desses cerca de 100 km foram de estrada de terra até penedo RJ depois um pouco de dutra e até Cunha e ai desci a serra até Paraty , ida e volta com garupa ,ainda bem que hoje ao ler sua matéria percebi que minha moto não serve para andar longas distâncias vou o mais rápido possível desfazer essa viagem kkkkk

Por: Carlos

De: Bom jardim de minas Data e hora: 03/03/2017 - 17:08:00

Acha que é homem? Está intimado a acompanhar eu e mais três amigos saindo de Porto Seguro - BA rumo à Venezuela, atravessando a transamazônica, partiremos em Junho deste ano. Só peço paciência do homão cabra macho bruto, pois os meninos aqui irão de Bros, Ténéré e Tornado.

Por: Bruno

De: Data e hora: 03/03/2017 - 15:36:42

Amigo, seu texto foi infeliz e consequentemente as criticas negativas acabaram ocorrendo.

Por: Celio

De: São Paulo Data e hora: 03/03/2017 - 13:47:26

Caro amigo, menos... A serra é agradável e de dificuldade nivel iniciante... Pode-se realizar a viagem com qualquer motocicleta, incluse as custons e as scooters... Procure conhecer outros lugares, outras serras antes de peder tempo escrevendo um comentário tão tosco... Só para esclarecer tenho uma GS1200, mas faria novamente a SRS até de pop100... Dica, pega a BR262 no trecho que liga Cariacica-ES à Ouro Preto-MG e ai você vai ver o que é realmente a separação entre homens e meninos Abraços

Por: Marcus Rogerio Tonoli

De: São José do Rio Preto Data e hora: 03/03/2017 - 13:24:41

Ahhh mano, para com isso, apaga que ainda dá tempo. Além de coxa, escreve BEM mal. Não rolava uma revisão do texto depois? Porque o uso excessivo e irritante de \'todavia\'?

Por: Renan

De: São Paulo Data e hora: 03/03/2017 - 12:33:06

Cara, você é um Babaca André Garcia. Texto ridículo, pontuação e gramática limitada, comentários idiotas. VERDADEIRO CO-XI-NHA!!!! Se isso separou meninos de homens, você com certeza ficou do lado das criancinhas.

Por: Leandro

De: Curitiba Data e hora: 03/03/2017 - 12:29:09

Motociclista nutella. Isso é percurso pra fazer com RD135.

Por: Cabeça

De: Sao Paulo Data e hora: 03/03/2017 - 12:22:33

Nutella

Por: Paulo

De: Recife Data e hora: 03/03/2017 - 12:12:14

Coxa, vai na padaria e quando roda para um pouco mais longe da nisso. Seu ???..

Por: Ogros 100km

De: Suzano Data e hora: 03/03/2017 - 11:56:56

coxa coxa coxa coxa coxa coxa

Por: jajaja

De: Data e hora: 03/03/2017 - 11:29:35

Texto muito infeliz. Nem fui perder tempo em avaliar a experiência do motociclista. Mas Rastro da Serpente não é assim. É uma boa estrada, com muitas curvas, requer somente o cuidado básico que todo motociclista deve ter neste tipo de rodovia. Só dá para fazer de motão? Meu amigo... você precisa conhecer estradas mais perigosas de verdade, aconselho a dar uma voltinha entre Ponte Alta e Mateiros/TO, ou entre Pareditas e Rio Gallegos/AR (Ruta 40); depois volta no Rastro da Serpente, e reescreve seu relato.

Por: Ruy

De: Araçatuba Data e hora: 03/03/2017 - 11:27:36

\"Emenda de feriado de 22 de abril de 2016, esposa ia trabalhar, eu com uma BMW R 1200GS na garagem não podia ficar em casa com a molecada.\" \"Meninos são irresponsáveis\" Irresponsabilidade deixar as crianças sozinhas...

Por: Victor

De: São Paulo Data e hora: 03/03/2017 - 10:58:09

Parabéns grande homem. Como você rotula quem vai de 125cc para o chile, bolívia, peru...?

Por: Motociclista

De: Jaraguá do sul Data e hora: 03/03/2017 - 10:49:36

Não faça isso menino!!! Juro q tentei tirar algum proveito desse texto... alguns trechos li e reli algumas vezes. 270km separam homens de meninos é infantil, pra dizer o mínimo. Recomendar uma Big trail deve ser pra conseguir levar o ego. No caso dessa criança aqui... recomendo um caminhão... Baixe essa bola criança!!!

Por: Carlos Boni

De: Vargem Grande Plta Data e hora: 03/03/2017 - 10:46:02

Se quiser eu vendo um pouco de terra pra vc passar no pneu e falar que fez off Road ! Se tivesse lido a matéria sem ver o destino , iria pensar , que treta deve ser ir pro Alaska de moto! Te encontro no Serra Azul abraços !

Por: Renato

De: Osasco Data e hora: 03/03/2017 - 10:45:49

A serra é linda mesmo. Agora o final do texto foi bem infeliz típico comentário de coxinha, que compra umas super bike pra ir buscar pão na padaria...

Por: Fabio

De: Sp Data e hora: 03/03/2017 - 10:27:25

Tava acostumado a ir de 1200cc na padaria domingo de manhã, acabou ficando deslumbrado.

Por: Faraho

De: Macaé Data e hora: 03/03/2017 - 10:10:40

Já fiz esse percurso de bicicleta. Acredite se quiser, não fiquei como ego tão inflado quanto esse autor. Você sempre tem esses faniquitos?

Por: Victor

De: São Paulo Data e hora: 03/03/2017 - 10:08:52

Após ler esse relato meio boçal, na minha opinião é um coxinha sendo patrocinado. Fiz o rastro da serpente de SP para Curitiba com uma Tenere250, com bau, alforges lotados e uma garupa, de noite... cheguei em Curitiba perto da 01h00... Concordo que tem suas dificuldades... mas separar meninos de homens, ri alto... Acho que esqueceu de deixar o ego no armário de casa neh...

Por: Ale

De: são paulo Data e hora: 03/03/2017 - 09:39:09

Que lixo Cara, apesar de ser um point para as motos , não é pra tudo isso não. Vc indicar como um Boa trip ainda vai , mas separar homem dos meninos kkkkk se tivesse pilotando até Ushuaia, até o Canadá , Acho que vc poderia chegar um pouco mais perto disso ai que vc escreveu!

Por: batistela

De: Osasco Data e hora: 03/03/2017 - 09:38:49

Tá de sacanagem? O MENINO disse: \"Não recomendo outra moto que não seja Big Trail ( R 1200GS , ST 1200 , Ducati MTS Enduro etc ) ou na pior das hipóteses uma crossover Yamaha Tracer , S 1000XR . Ducati MTS1200 , Versys 1000 ou 650 , etc\"

Por: Monteso

De: RJ Data e hora: 03/03/2017 - 09:37:40

Se esse passeio ai, de GS1200 separou Meninos dos Homens, os caras que vão pra Bolivia de Biz, rodam mais de 9.000km em uma BIZ125 são o que?!

Por: Mayron

De: Joinville Data e hora: 03/03/2017 - 09:12:04

Coxa?

Por: Gmsd

De: Brasília Data e hora: 02/03/2017 - 13:38:56