Sexta-Feira | 17 de Fevereiro de 2017 | 11h29

MONTAGEM BRASILEIRA DE COMÉDIA ?JANTAR? VOLTA EM CARTAZ DIA 4 DE MARÇO,NO TEATRO VIRADALATA

 

Fotos de Heloisa Bortz

Comédia ácida da dramaturga inglesa Moira Buffini tem direção de Mauro Baptista Vedia (diretor de A Festa de Abigaiu) e mostra o vazio espiritual da sociedade contemporânea

 

Jantar (Dinner) foi indicada a Melhor Comédia do Ano em 2003 na Inglaterra e sucesso de público no West End de Londres. A versão brasileira da comédia volta ao cartaz dia 4 de março, no Teatro ViradaLata, em São Paulo. O texto, o primeiro montado no Brasil da dramaturga inglesa Moira Buffini, tem direção do diretor e cineasta uruguaio-brasileiro Mauro Baptista Vedia, diretor, entre outros, do grande sucesso de público e crítica A Festa de Abigaiu. A tradução é de Andre Carvalho.

A temporada vai até 23 de abril, com sessões aos sábados às 21h e domingos às 20h. Os ingressos custam R$ 40, com meia-entrada (R$ 20) e podem ser adquiridos na bilheteria do teatro, de terça a sábado, das 14h às 23h, domingo das 9h às 22h.

Retrato da sociedade contemporânea, onde a utopia e a esperança genuínas perderam-se no consumo desenfreado, Jantar mostra a dualidade do homem superficialmente bem-sucedido, mas capaz de se autodestruir ao revelar sua vaidade e egoísmo durante uma elegante refeição de quatro pratos.

No elenco estão Michelle Boesche, Alexandra Golik, Hélio Cicero, Julia Diniz, Marco Barretho, Mauro Schames Victor de Seixas. A cenografia e os figurinos levam a assinatura de Mauro Baptista Vedia, a iluminação é de Aline Santini e a trilha sonora, de Jonathan Harold. A direção de produção de Edinho Rodrigues.

“A peça se caracteriza pela riqueza das personagens, muito singulares e excêntricas. Procuro dirigir os atores de forma a cada um deles ter uma composição única diferente. Cada um com seu tempo, voz e corpo próprios. Tento encontrar o que chamo de interpretação polifônica”, conta o diretor Mauro Baptista Vedia.

O enredo, com vários pontos de virada, apresenta cada um deles de forma cômica e surpreendente, às vezes surreal, levando o espectador a refletir sobre o que vê, na mesma medida em que também se diverte. Como alerta, aponta para um mundo cada vez mais desigual e competitivo a todo custo, onde as relações humanas importam cada vez menos.

Em uma entrevista ao jornal londrino The Independent, à época da estreia, a autora Moira Buffini, também reconhecida roteirista de cinema e televisão, falou sobre seu processo de criação e de suas impressões a respeito da obra:

“Toda vez que eu tento escrever sobre algo realmente sério, acaba se tornando cômico. Em Dinner, queria mostrar um mundo fora do comum. Por isso, deliberadamente, criei personagens inteligentes, educados e liberais, mas miseravelmente egoístas, com um vazio espiritual e moral em seus corações. É trágico, realmente, mas segui adiante porque também é extremamente engraçado”.

“É uma dramaturgia bem contemporânea, com várias camadas. Um texto muito divertido e muito inteligente, muito político e agitado ao mesmo tempo, instigante, inteligente a ágil. O desafio da direção é conseguir dar conta de todas estas camadas com sutileza e múltiplos ritmos”, acrescenta Vedia. 

Vedia, também diretor de cinema (Jardim Europa_, dirigiu três obras teatrais do cineasta e dramaturgo Mike Leigh, A Festa de Abigaiu (mais de 60.000 espectadores em três anos de temporada), Extase e Os penetras, a peça Ligações Perigosas (teatro FAAP) e a infanto juvenil Gangue, ganhadora de três prêmios FEMSA. Vedia ressalta ainda que preferiu manter as referências britânicas contidas no texto original, por entender que a estrutura de classes e o comportamento delas é bem diferente do que ocorre no Brasil. “Por outro lado, tratamos de questões universais, como a relação entre elite e classe trabalhadora, o que certamente vai envolver o público quanto às questões ali colocadas”, afirma.


Sinopse – Um casal reúne amigos para um jantar. Todos experimentam grandes transformações em relação ao passado e expressam, ao mesmo tempo, irritação e conformismo. A anfitriã, elegante e ácida, recebe um cientista brilhante e egocêntrico; uma vegetariana à primeira vista apática, mas que, na verdade, está atrás de seu marido; uma apresentadora de TV vista como mulher-objeto, mas cínica e inteligente; um escritor de best-seller narcisista; um garoto de entregas que se diz ladrão de mansões, ardiloso e revoltado; e um misterioso garçom, contratado pela internet.


JANTAR                                                                                                   
Reestreia dia 4 de março
Temporada até 23 de abril

Teatro ViraDaLata

Rua Apinajés, 1387 - Perdizes/SP - Tel. (11) 3868-2535

Quando: de 04 de março a 23 de abril. Sábado 21hs e Domingo 20h

Ingressos: R$ 40,00 (inteira); R$ 20,00 (meia)

Bilheteria: terça a sábado, das 14h às 23h, domingo das 9h às 22h. ?Aceita dinheiro e cartões de débito e crédito (Visa e Master Card).?

Duração: 70 Minutos

Gênero: Comédia

Capacidade do espaço: 273 lugares?

 

Texto de Moira Buffini

Direção de Mauro Baptista Vedia

Traduzida por André Carvalho

Elenco

Michelle Boesche (Paige), Hélio Cicero (Lars), Alexandra Golik (Wynne), Mauro Schames (Hal), Julia Diniz (Sian), Marco Barretho (Mike) e Victor de Seixas (o Garçom).

Cenografia e Figurino Mauro Baptista Vedia

Iluminação Aline Santini

Trilha Sonora Jonatan Harold

Design Gráfico Fabrício Síndice

Fotografia Heloísa Bortz

Produção Executiva: Fabricio Sindice

Direção de Produção: Edinho Rodrigues

Assessoria de Imprensa: Pombo Correio

Realização Brancalyone Produções Artísticas e Kashmir Produções           

comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.