Quinta-Feira | 16 de Fevereiro de 2017 | 15h24

Um profeta que garantiu altos índices de audiência para a TV Tupi na década de 70

Ele era um paranormal que via o passado e previa o futuro. Ele era o famoso Daniel que usava sua paranormalidade em benefício próprio e para fazer sucesso na televisão e com as mulheres (Sonia, Ruth e Carola) que passaram pela sua vida. Esse era “O Profeta”, personagem criado por Ivani Ribeiro para mais um sucesso na TV Tupi.  

A novela estreou em 24 de outubro de 1977, no horário das 20 horas, e teve 160 capítulos com a direção precisa da dupla Antonino Seabra e Álvaro Fugulin, O texto de Ivani Ribeiro conquistou o público desde o primeiro capítulo, transformando a novela em um dos maiores sucessos de audiência da emissora nos anos 70.

Várias religiões e crenças foram citadas na história, que tinha como foco central os fenômenos paranormais. Para o papel de profeta foi escolhido Carlos Augusto Strazzer que vinha de um grande sucesso como o Carlos de “Éramos Seis”, embora a autora tenha dito, em uma matéria publicada na revista Amiga, em 1977, que sua preferência para viver o Daniel era o ator Carlos Alberto Riccelli.

De qualquer forma, a novela permitiu que Carlos Augusto Strazzer tivesse um dos seus melhores trabalhos na televisão, consolidando seu nome como um dos principais atores da TV Tupi da época e valorizando seu passe que tempos depois seria adquirido pela TV Globo.

Nessa época, Ivani Ribeiro não mais pertencia ao cast da TV Tupi, mas sim à TVS de Silvio Santos, que “emprestou” a autora para a emissora do Sumaré para escrever duas novelas, a primeira delas justamente “O Profeta”, que no confronto direto com “Espelho Mágico” da TV Globo, conquistou o primeiro lugar no Ibope por vários dias.

A novela também foi a preferida da crítica especializada na época e levou vários prêmios de TV em 1977 , inclusive como a melhor novela exibida naquele ano. Foi a consagração mais uma vez de Ivani Ribeiro, que anos depois teve a história readaptada e levada ao ar na TV Globo no horário das 18 horas.

As mulheres da vida do profeta foram vividas por Elaine Cristina como Sonia, a noiva do melhor amigo dele; Débora Duarte, brilhante como a problemática Carola e Glauce Graieb como Ruth, a fútil namorada dele.

Strazzer e Débora Duarte foram os grandes destaques em um elenco grandioso que ainda contava com Aldo César e Carminha Brandão como os pais de Daniel; Ana Rosa, Márcia de Windsor, Rolando Boldrin, Wálter Prado, Irene Ravache, Cláudio Correa e Castro, Suzy Camacho, Régis Monteiro, Léa Camargo, John Herbert, Luiz Carlos de Moraes, Yolanda Cardoso, Abrahão Farc, Roberto Maya, Eudósia Acuña, Rildo Gonçalves, David José, Ana Luiza Lancaster, Jacques Lagoa e Assunta Mantelli.

 

Foto 1 -  Abertura da novela "O Profeta" da TV Tupi que estreou em outubro de 1977

Foto 2 -  O elenco e várias cenas da novela, sucesso de audiencia na TV Tupi

Foto 3 -   Carlos Augusto Strazzer, Débora Duarte, Elaine Cristina e Glauce Graieb

Foto 4 -   Carlos Augusto Strazzer e Elaine Cristina formavam o par central da novela

Foto 5 -   Carlos Augusto Strazzer e Débora Duarte em capa da revista Amiga

Foto 6 -   Régis Monteiro e Suzy Camacho formavam um dos pares romanticos da história

Foto 7 -   Jacques Lagoa e Carlos Augusto Strazzer em cena da novela de 1977/78

 
comentar

últimos comentarios

Seja o primeiro a comentar, complete o formulário ao lado e dê sua opinião.